Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

07
Mar16

Um Homem na Cozinha | Caril de Peixe (e legumes)

Um-Homem-na-Cozinha_Capa-Caril_de_Peixe


 


Antes de apresentar-vos a receita desta segunda-feira, deixem-me já dizer que em relação à receita de hoje, a coisa não correu como eu esperava. A intenção era ter um resultado final diferente ao que ficou, mas de qualquer forma, o prato final ficou lindo, maravilhoso e acima de tudo delicioso. Por isso, mesmo não tendo ficado como eu tinha imaginado, hoje deixo-vos com mais uma sugestão, uma receita que vale a pena seguir e experimentar.


 


A inspiração para a receita de hoje, surgiu por causa de um Restaurante Chinês que eu já fui há muitos anos atrás, no tempo em que eu ainda ia aos restaurantes chineses. Nesse restaurante, bem perto da minha casa, um dia cheguei a pedir um Caril de Peixe que estava divinal. Só de lembrar eu fico com água na boca. Nunca mais me esqueci daquele caril e desde então, tenho feito o meu Caril de Peixe com base naquilo que comi. Tenho-o feito de forma bem diferente. Igualmente saboroso mas diferente. E desta última vez, quis arriscar um pouco mais, e tentei fazer algo mais parecido com aquilo que comi. Conclusão: o resultado, como já aqui disse, não foi o esperado mas de qualquer forma o caril ficou delicioso. Eu adorei! O pessoal cá de casa também adorou e tenciono fazer esta receita mais vezes.


 


Mas vamos lá ao que interessa. Preparados para a receita do meu CARIL DE PEIXE, que apesar de haver uma parte frita, é saudável pois tem muitos legumes? Então cá vai:


 


Caril_de_Peixe_01


 


INGREDIENTES:


 


Filetes de Pescada | Salsa | Limão | Alho | Cebola | Aipo | Pimentos | Cenoura | Brócolos | Tomate | Azeite | Caldo (de legumes/peixe) | Farinha | Farinha de Milho | Caril em pó | Piri-Piri | Cominhos em pó | Coentros em pó | Gengibre em pó | Wassabi em pó (opcional) | Natas | Sal e Pimenta q.b.


 


PREPARAÇÃO:


 


_Cortei os Filetes de Pescada em tiras (mas de futuro irei cortar aos cubos) e temperei com sal, pimenta, salsa picada, alho picado, raspas de limão e sumo desse mesmo limão. Reservei a pescada temperada no frigorifico.


 


_Preparei todo os legumes que ia precisar para a confecção do caril, cortando as cenouras em tiras pequenas, os pimentos (de todas as cores possíveis) também em tiras, não muito finas, piquei ainda meia cebola e quanto a outra metade, cortei grosseiramente. Piquei um dente de alho e ainda um pedaço de aipo. Quanto ao tomate, retirei todas as sementes e cortei-o aos cubos.


 


_Voltando à pescada, depois de estar temperada, passei cada pedaço do peixe por farinha. Depois numa taça, preparei um polme para mergulhar esses pedaços. E o polme foi feito com umas três colheres de sopa de farinha (uma própria para tempura), duas colheres de farinha de milho e ainda água bem gelada. Mexi tudo de forma a não haver grumos e depois, passei cada tira da pescada por esse polme, para de seguida ir a fritar em óleo quente.


 


_Enquanto passa-se o polme pelas tiras e frita-se o peixe, numa panela larga, coloquei a cebola picada juntamente com o azeite e deixei refogar. Mais tarde, coloquei ainda o alho e o aipo picado. Deixei refogar e juntei depois os pimentos, o tomate e a cenoura cortada. Mexi todos os legumes e juntei por fim, três colheres de café de caril em pó, uma colher de café de gengibre em pó, coentros e cominhos em pó, meia colher de café de piri-piri e ainda, para os que gostam, juntei ainda uma colher de café de wassabi em pó. Deixei tudo a refogar durante um tempo e depois, juntei uma boa quantidade de caldo. Neste caso, foi o mesmo caldo de marisco e legumes que usei para o Risoto de Camarão da semana passada, e que eu tinha congelado o que tinha sobrado. Em lume baixo deixo então os legumes cozer.


 


_Depois de todos os pedaços de peixe estarem fritos e dos legumes estarem cozidos, adicionei à panela, cerca de 100ml de natas. Mexi tudo muito bem mexido e adicionei por fim, uma mão cheia de brócolos. Neste caso usei brócolos congelados que havia posteriormente deixado a descongelar. Juntei ainda a restante cebola cortada grosseiramente e adicionei à panela, as tiras de peixe frito. Deixei ficar ao lume apenas por breves minutos e pronto! O Caril de Peixe ficou pronto a ir à mesa.


 


_Para acompanhar o caril, fiz um arroz basmati e... garanto-vos que todos tiveram um bom apetite!


 


Caril_de_Peixe_02


 


E o que é que correu mal nesta receita? Bem! Mal, mal até nem correu porque tudo ficou muito bom, mas quando fritei o peixe com o polme, a minha intenção era de que o peixe ficasse com uma crosta crocante, coisa que não aconteceu. Nos restaurante chineses e até nos japoneses, eles conseguem fazer com que o peixe, o porco e até mesmo a galinha, fiquem sempre com uma crosta crocante e eu ainda não consegui reproduzir isso. O meu polme fez com que o peixe ficasse com uma crosta mole e isso acabou por fazer com que essa camada, ‘chupasse’ todo o molho de caril. Conclusão: no final, já quase não havia molho. Mas não interessa! Estava delicioso. Da próxima vez faço diferente e agora, despeço-me com a certeza de que para a semana estarei de volta e ainda com a certeza de que um homem, tanto se quer na cama, como também na cozinha...

Os meus blogs

Calendário

Março 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.