Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

14
Mar16

Um Homem na Cozinha | Sushi do Ó


 


Hoje proponho-vós um desafio. Como sabem, eu sou um grande amante do Sushi e por isso, sempre que posso, opto por fazer dessas iguarias, o meu almoço ou jantar. Neste caso, hoje foi para o meu almoço. Pois é! Mais uma vez acordei com vontade de comer Sushi e como nem sempre é possível ir a um restaurante, hoje optei por ser eu mesmo a fazer o meu Sushi. O SUSHI DO Ó, que tem também o nome do meu Sushi Pobre. E porque pobre?! Porque sem sair de casa, para não gastar nenhum tostão no supermercado, resolvi fazer o Sushi só com os ingredientes que já tinha aqui em casa. Por isso, sem qualquer pudor, ataquei o meu frigorifico, a minha arca e a minha despensa para ver se encontrava algo que desse para fazer o meu almoço e lá encontrei! Não foram muitas coisas mas já deu para aventurar-me. E o essencial, como era o caso do arroz, das algas e do vinagre de arroz, isso eu já tinha a certeza absoluta de que tinha. Depois, a esses ingredientes essenciais, juntei aquilo que encontrei na arca e o no frigorifico. Foram poucas coisas que encontrei, ficou a faltar o salmão, mas com aquilo que tinha, lá fiz um Sushi Pobre, que mesmo sendo pobre em termos de ingredientes, estava na mesma uma delícia. O meu almoço foi maravilhoso e espero que o teu também o seja.


 


E voltando ao desafio que falei logo no inicio deste artigo, hoje proponho que vocês façam o mesmo. Ataquem a vossa dispensa, a vossa arca, frigorifico, armários, o que for, e façam o vosso sushi com os ingredientes que encontrarem por lá. Depois tirem fotos dos vossos maravilhoso pratos e partilhem essas fotos comigo através do meu endereço de email (moremaisinfo@gmail.com). Eu próprio vou partilhar neste artigo as fotos daquilo que fiz e quanto à receita, não se preocupem que eu também irei partilhar. Se bem que, na minha opinião, para fazer Sushi não existe propriamente uma receita. Acho que isso passa mais por uma questão de criatividade e de gosto. Claro que é preciso primeiro seguir uma receita base para a preparação do arroz, mas depois de ele estar feito, acho que cada um é livre de fazer o sushi com aquilo que mais gosta. Neste caso, será com aquilo que irão encontrar nas vossas casas. Mas atenção! Para seguir esse desafio, será de facto necessário que tenham pelo menos três coisas essenciais para a elaboração dos vossos pratos. Ou seja, estou a falar do Arroz para Sushi, que já se encontra muito facilmente em hipers e supermercados e de várias marcas, estou a falar também das folhas de Alga Nori, que também já é um produto fácil de encontrar, assim como também o é, o vinagre de arroz para sushi. Tendo esses três ingredientes principais, o resto é com vocês. Puxem da vossa criatividade, e criem um almoço ou jantar delicioso.


 


Ah! Convém também, terem alguns utensílios essenciais para a elaboração do sushi, como é o caso de uma esteira de bambu, para poderem fazer os rolos na perfeição. Se bem que, desta vez, eu fiz o Sushi com um maravilhoso gadget que encontrei no Jumbo e que por 9,90€, prometia fazer uns rolos de sushi (e não só!) perfeitos. Aliás, o utensílio chama-se mesmo Perfect Roll e a coisa até funciona muito bem. Na minha opinião os rolos ficam assim um bocadinho gordinhos, mas a sério, a coisa até dá muito jeito. E para quem ainda não conseguiu ter jeito em criar os rolos de sushi com a esteira de bambu, este Perfect Roll dá uma imensa ajuda. Querem saber mais sobre ele, então espreitem o vídeo que encontrei a explicar como este gadget de cozinha funciona. E há ainda outro gadget que usei hoje pela primeira vez e que eu também recomendo. Ele é útil para fazer várias coisas, mas para este caso, utilizei-o para fazer o Sushi Prensado, outro modo de apresentar o sushi e que eu acho imensa piada. O utensílio chama-se Presto Foodstyle, paguei 10,90€ por ele e comprei-o na loja Tescoma no Centro Comercial Dolce Vita Tejo (podem ver uma demonstração do gadget aqui). Às vezes existem muitos utensílios parvos para a cozinha mas acreditem, esses dois que falei são bastante úteis e práticos. Vale a pena experimentar.


 


E agora chega de conversa! UM HOMEM NA COZINHA vai agora apresentar o seu sushi e fico à espera das vossas propostas.


 


RECEITA PARA O ARROZ DE SUSHI:


 


_A minha receita para o arroz é muito simples e básica. Já li em alguns sítios, tais como os livros que já aqui sugeri, receitas diferentes daquela que eu vou apresentar, mas a que eu faço, nunca me desiludiu e fica sempre muito boa.


 


_Eu já comprei arroz próprio de sushi de várias marcas, mas aquela que eu agora mais gosto é a do arroz Caçarola. Com uma medida de arroz e duas de água, o arroz fica na perfeição. Mas antes de colocar essa medida de arroz a cozer, lavo primeiro muito bem o arroz em várias aguas, até que a última água já saia translúcida. Deixo a água do arroz escorrer e entretanto, coloco as duas medidas de água ao lume. Assim que a água ferver, é então o momento de colocar o arroz e deixar cozer entre 10 a 15 minutos, sendo que os últimos minutos têm que ser em lume baixo.


 


_Retira-se depois o arroz da panela e coloca-se num recipiente. O ideal dizem ser de madeira, mas como não tenho recipientes de madeira, despejo mesmo o arroz para um pirex e deixo arrefecer. Entretanto, preparo o vinagre para temperar o arroz.


 


_E para o vinagre eu utilizo a mesma medida que usei para o arroz e a água. Mas utilizo apenas metade dessa medida com vinagre de arroz (próprio para o sushi), duas colheres de sopa de açúcar, meia colher de sopa de sal e vai tudo ao lume baixo, mexendo sempre até o açúcar e o sal dissolverem-se todos no vinagre.


 


_Depois do arroz arrefecido, verto o preparado do vinagre por cima e mexo o arroz com cuidado e... já está! O arroz fica pronto e delicioso para fazerem os vossos rolos. E fazerem-nos com o quê? Eu vou apresentar as minhas sugestões mas o ideal é vocês serem criativos com aquilo que têm em casa.


 


Futomaki 01


 


FUTOMAKI (é um rolo mais grosso de alga nori recheada com arroz)


 


_Para recheá-lo, usei uma pasta de atum feita com os seguintes ingredientes: atum em lata, cebola roxa picada, cebolinho picado, maionese, coentros em pó, piri-piri, pimento e cenoura picada.


 


Hosomaki 01


 


HOSOMAKI (é um rolo mais fino recheado com arroz e apenas um ingrediente)


 


_Nestes rolos coloquei delícias do mar e ainda uns pequenos camarões (cozidos) que tinha na arca.


 




 


ROLOS CALIFÓRNIA


 


_Nos rolos da primeira imagem, usei para o recheio delicias do mar, cenoura, alface e maionese.


_ Na segunda imagem, apresento três rolos diferentes em que no primeiro caso (esq.), recheei com camarão (cozido), cenoura, maionese, pimento e abacate. No meio, os rolos foram recheados com queijo creme com sabor a alho e ervas e ainda abacate. No terceiro rolo (dir.), usei a mesma pasta de atum que usei para fazer o Futomaki.


 



 


SUSHI PRENSADO / SUSHI EM FOLHA DE ARROZ


 


_Para o Sushi prensado, para além do arroz e da alga, por cima tinha uma pasta de delicias do mar que foi feita da seguinte forma: delicias do mar e camarões picados, cebolinho, cenoura e pimento picado, maionese e mostarda.


_No Suhi em Folha de Arroz, em vez da alga, usei a folha de arroz (que também encontra-se facilmente nos hiper e supermercados) e recheei com alface, maionese, couve roxa, sereia do mar panada e abacate.


 



 


SUSHI ROLL TEMPURA


 


_Tal como o nome indica, este rolo passa por um processo de tempura e confesso, que esse é um dos meus favoritos. Para o rolo, recheei-o com sardinha em lata (desfeito), abacate, cenoura e pimento. Para a tempura, preparei o polme com um ovo, farinha (própria para tempura) e água fria. Passei os rolos pelo polme e foram a fritar.


 


Para verem mais fotos desta deliciosa refeição (que soube a pouco!), vejam a galeria que apresento no final deste artigo.


 


E agora, fico à espera das vossas fotos, sugestões e opiniões. Por hoje, Um Homem na Cozinha vai agora fazer uma pausa, mas fica a promessa de que volto para a semana com outra sugestão de receita. Talvez com algo... docinho! O que acham?! Fiquem bem e nunca se esqueçam, um homem, tanto se quer na cama, como também na cozinha...


 


[slideshow]https://fotos.web.sapo.io/i/G8513f4cf/19280593_DmMTs.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/Ge3088bca/19280590_h8yBo.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/G1509a4f2/19280589_FuiAG.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/G1c09a700/19280588_hWLDM.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/G30082bca/19280586_4WW6I.jpeg[/slideshow]

28
Jan16

Um dia diferente, com um almoço maravilhoso...

Hoje, neste meu último dia de férias, sim porque amanhã (infelizmente) já vou trabalhar, resolvi mimar-me a mim próprio, fazendo um programa diferente do habitual. Eu sei que nestas mini férias tinha prometido a mim mesmo que ia sair mais, que ia passear, ir ao cinema, almoçar ou jantar fora mas... acabei por ficar praticamente sempre em casa. Estava mesmo a precisar de dar descanso ao meu corpo. Mas hoje resolvi sair. Não só fui almoçar a um restaurante, como também fui ao cinema. Mas não fui a um restaurante qualquer e nem mesmo fui ao cinema ver um filme qualquer. Hoje fui tudo em grande! E quanto ao filme, vou deixar para falar dele num próximo post.


 


Eu já aqui disse que sou verdadeiramente apaixonado por sushi, não disse? Pois bem! Hoje acordei com uma enorme vontade de comer sushi. Inicialmente ainda pensei ser eu a faze-lo mas como não tinha os ingredientes necessários, rapidamente tomei a decisão de ir comer fora. Arranjei-me a saí de casa com a intenção de ir até à Baixa-Chiado, pois sei que lá existe um bom restaurante que eu ainda não tive a oportunidade de conhecer. No entanto, enquanto viajava até ao Chiado, acabei por fazer um pequeno desvio e fui parar ao Campo Pequeno. E o que é que tem no Campo Pequeno? Pois bem! Lá encontra-se um dos meus restaurantes favoritos.


 


Arigato Sushi Arena


 


Eu já conheço o ARIGATO SUSHI ARENA há algum tempo, mas há já uns meses que eu não passava por la. Apesar de em comparação com outros restaurantes, este ser um pouco mais caro, a verdade é que os 15.90€ que se paga pelo buffet ao almoço, é dinheiro muito bem dado, pois o Arigato é ma-ra-vi-lho-so! Adoro! O próprio restaurante em si tem um ambiente muito agradável, os funcionários são muito simpáticos e em relação ao principal, o sushi é delicioso. A variedade é muita. É só pegar num prato e ir enchendo ele com coisas maravilhosas. Há rolinhos para todos os gostos e a variedade de sashimi também é muita. Aliás, de todos os sítios onde eu já fui, este é onde se encontra o melhor sashimi de salmão, atum e não só. Só mesmo passando por lá para saber o quanto é bom. E desde à última vez que fui, até ao dia de hoje, eles têm lá algumas coisinhas novas que antes não tinham e que eu apreciei. Conclusão: como devem ter calculado, o almoço foi maravilhoso! Pelo buffet e por um chã gelado de limão (que estava igualmente maravilhoso), paguei 17,90€ e não me arrependi nada por aquilo que paguei. Fui muito bem servido acho até que já estou com saudades daquilo. Tenho que agendar uma próxima visita o quanto antes.


 


Arigato1


Arigato2


Arigato3


 


Depois do almoço foi a vez de ir para o cinema mas quanto a isso, aguardem um novo post. Ah! E é importante salientar que as fotos apresentadas neste artigo, foram retiradas da página do Facebook do restaurante, que eu recomendo que passem por lá e espreitem tudo de bom que a página tem.

23
Jan16

Livros | Aprender a fazer Sushi com a ajuda de livros...

Agora sim! Depois do anterior artigo, vou mesmo falar de dois livros que comprei recentemente, e que falam de Sushi.


 



 


O primeiro chama-se “SUSHI PASSO A PASSO” e é da autora Carla Bardi, com as receitas do Chef Ikueu Arakane. Esse livro, para além das fotos maravilhosas, apresenta ainda uma série de vídeos, que só consegues ter acesso a eles, através de um tablet ou smartphone. Os vídeos são curtinhos, pouco explicativos, mas são óptimos para quem está a querer dar os primeiros passos no Sushi. E depois há as receitas. O livro apresenta uma série de receitas, desde o mais básico até ao mais complexo. Ensina a fazer o arroz e explica as diferenças entre os variados tipos de sushi, que passa pelo Hosomaki, o Uramaki, Futomaki entre tantos outros. O livro não é caro! Se bem me lembro, foram cerca de 13€ e ele está à venda em qualquer livraria que se preze. Eu gostei muito do livro e recomendo a quem está agora a querer dar os primeiros passos.


 



 


O segundo livro, que comprei na passada quinta-feira na Bertrand, chama-se “SUSHI RECEITAS E TÉCNICAS” e é da autoria de Kimiko Barber e Hiroki Takemura. No que diz respeito a receitas, este livro não apresenta assim tantas como no caso do primeiro livro. Tem algumas propostas interessantes que eu pretendo recriar mas o outro é mais rico. No entanto, este segundo livro, é na minha opinião, bem melhor do que o primeiro. Para além das receitas, tem ainda uma breve história de como surgiu o Sushi no Japão e depois, fala dos utensílios essenciais na hora de fazer sushi e não só! Fala ainda dos muitos ingredientes essenciais para fazer um bom sushi. Ingredientes como as algas, o molho soja, o wassabi e claro, o peixe. Aliás! Este livro dedica uma grande parte das suas páginas a falar do peixe próprio para o Sushi e a explicar passo a passo como tratar do peixe. Com fotos incríveis e com uma explicação simples, para que todos consigam fazer, este “Sushi Receitas e Técnicas”, tem o essencial para dar os primeiros passos e surpreender a ti próprio e aos teus familiares, na hora de os convidares para um jantar em tua casa. O livro em si custou perto de 20€, mas foi com certeza uma boa compra.


 



 


E enquanto escrevia este artigo, lembrei-me de um terceiro livro que estava guardado no armário, e que eu já comprei há uns bons anos atrás na Fnac. Para falar a verdade foi um KIT DE SUSHI que eu comprei. Uma caixinha bem jeitosinha, que para além do pequeno livro que apresenta 40 receitas, vinha ainda junto uma esteira de bambu, 2 pares de pauzinhos e 2 tigelas óptimas para colocar o molho soja. Não me lembro quanto custou e confesso que para quem está a querer começar, está não é uma boa primeira opção. Os livros anteriores são melhores para quem é principiante. No entanto, esta caixinha jeitosa, que eu acho que ainda se encontra à venda na Fnac, é uma boa opção para quem quiser oferecer uma prenda a alguém que tal como eu, adora Sushi.


 


[slideshow]https://fotos.web.sapo.io/i/G21131e32/19205339_LearZ.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/Ga714c63c/19205340_cum5z.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/G4913d1d2/19205341_4zmeF.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/G601394c1/19205342_kscrP.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/G05138c1c/19205343_pkTnn.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/Ge0093cdf/19205344_mIOVd.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/Ga004dc7b/19205345_etyKZ.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/G1c085fc7/19205346_YP791.jpeg,https://fotos.web.sapo.io/i/Gd408c253/19205347_zkHdA.jpeg[/slideshow]


 


E aqui ficaram as minhas primeiras sugestões de livros aqui no MORE. Em breve outras sugestões irão aparecer por aqui, até porque estou actualmente a ler um novo livro, que nada tem a ver com o sushi, mas que estou igualmente a adorar. Mas isso fica para outros artigos.


 


Não sei como é com vocês, mas depois de tanta conversa sobre Sushi, já fiquei com água na boca e com o estômago a reclamar. Vou almoçar, pois já estou mortinho de fome. Pena é que não seja Sushi (mas sim Lulas recheadas) mas... bom almoço para todos!!

23
Jan16

A minha paixão pelo Sushi


 


Quem já me conhece, sabe perfeitamente que eu sou um fã incondicional de Sushi. Não sei se já aqui tinha dito isso alguma vez, mas pronto! Agora ficam a saber! Se há coisa que eu gosto mesmo de comer é sushi. E há tanta variedade de sushi, que eu seria até capaz de comer sushi todos os dias até ao resto da minha vida. Bem! Estou realmente a exagerar. Eu gosto de boa comida e por isso, para além do sushi tenho outros prazeres alimentares, do qual não sei se seria capaz de viver sem eles. Mas isso é assunto para outras publicações. Hoje é dia de falar de Sushi, mais propriamente dos livros que comprei e que falam precisamente, dessa típica comida japonesa.


 


A primeira vez que comi sushi, foi durante o ano de 2008. Claro que antes disso, já muito tinha ouvido falar da comida japonesa, mas sempre me pareceu muito estranho, comer peixe cru. Sempre que se falava disso, eu próprio era o primeiro a dizer que jamais teria coragem de experimentar. No entanto, em 2008, quando comecei a trabalhar num call center, conheci uma rapariga que era fã de sushi. Aliás! Ela não só era fã da comida japonesa, como também era completamente fascinada por tudo o que estivesse ligado ao oriente. Ela já tinha vivido durante uns tempos na Coreia (do Sul, penso eu), e lá tinha arranjado muitos amigos coreanos e japoneses. Adorava a música japonesa, tinha até aprendido a falar e adorava os homens japoneses. Aliás! Para ela, homem bonito só existia mesmo no Japão e o sonho dela era ter um namorado japonês. Ou seja, ela era completamente vidrada em tudo o que estivesse relacionado com o Japão. E ao descobrir que eu nunca tinha ido a um restaurante japonês comer sushi, ela não descansou enquanto não me levasse a conhecer as delícias do sushi. Confesso que inicialmente, fiquei mesmo com um pé atrás. O peixe cru não me saia da cabeça e isso estava a tornar-se um impedimento para querer experimentar. Mas ela lá me convenceu. Um dia, antes de irmos para o trabalho, ela convidou-me para ir almoçar com ela ao Restaurante Origami no Campo Pequeno (que hoje é onde está o Restaurante Arigato Sushi Arena, e que eu recomendo a 100%). Com algum receio lá fui ao seu encontro e confesso que de imediato fiquei surpreendido quando cheguei ao restaurante. Mas surpreendido pela positiva. Apesar de saber que aquilo que eu via era peixe cru, visualmente, os pratos que eu via ali o Chef fazer eram maravilhosamente lindos. O Sushi atraiu-me de imediato, não pelo paladar, mas sim pelos olhos. Os pratos eram tão bonitos que para mim aquilo era arte mas a minha colega alertou-me logo e disse: “Se já estás assim só de olhar para o Sushi, espera até o provares.” E sim! Ela tinha razão! Assim que levei o primeiro rolinho de sushi à boca e deliciei-me com aquele arroz, com aquela alga, com aquele salmão e abacate, enfim! Fiquei completamente rendido. E hoje, oito anos depois desde a primeira experiência, eu sou já um fã incondicional de sushi. Adoro! Não sei viver sem ele e faço mesmo questão de pelo menos uma vez por mês, ir a um restaurante comer um bom sushi. Mas como acho que uma vez por mês é pouco e não há dinheiro que chegue para ir sempre ao restaurante, tive que arranjar uma solução para comer mais vezes. E qual foi mesmo a solução? Bem! Agora sim! Vou entrar realmente na parte em que me levou a escrever este artigo e a falar sobre livros.


 



 


Em tudo na vida eu sou um autodidacta. Sou daquelas pessoas que quando vê uma coisa e gosta, vê com toda a atenção possível, para depois em casa conseguir reproduzir. E foi isso que aconteceu com o Sushi. Por natureza, eu sou já uma pessoa que adora cozinhar e em breve, aqui no MORE, vou reservar um espaço para falar dessa minha paixão. E como adoro cozinhar e achei que seria capaz de reproduzir o sushi na minha cozinha e com as minhas próprias mãos, resolvi um dia fazer o sushi em casa. Fazê-lo de raiz mesmo. Fiz o arroz próprio, com o vinagre próprio, comprei as algas nori, sementes de sésamo, abacate, salmão fumado, comprei uma esteira de bambu e pus mãos à obra. Confesso que apesar de delicioso, visualmente, nessa primeira tentativa de fazer sushi, ele não ficou lá muito com bom aspecto. Enrolar o sushi não é fácil e das primeiras vezes a coisa não ficou lá muito bem. Mas a primeira vez que tentei fazer sushi em casa, foi à sensivelmente uns quatro anos atrás e desde então, muita coisa já mudou. Já tive muito tempo para aperfeiçoar a técnica e não é para me gabar, hoje em dia já faço realmente um maravilhoso sushi que é de comer e chorar por mais. Já apresentei essa minha habilidade a alguns familiares, a alguns conhecidos e amigos e confesso que todos eles ficaram maravilhados. No entanto, apesar de já ter aperfeiçoado essa arte de fazer sushi, estou longe de ser um Sushiman e ainda tenho muito que aprender e fazer. E é por isso, que uma vez mais volto ao tema ‘livros’.


 



 


Mas antes de falar dos livros em si, tenho que confessar que até já tentei inscrever-me numa Escola de Sushi para tirar um curso. Infelizmente, os preços apresentados pela escola assustaram-me de tal forma, que tive que tirar essa ideia da cabeça. Talvez um dia, se eu tiver os bolsos mais recheadinhos, eu volte a ter essa ideia. Para já, continuo a ser autodidacta e não me canso de querer aprender mais. Por isso, recorro muitas vezes à net, ao Youtube e a livros para aprender mais, muito mais coisas sobre a arte de fazer sushi. Pois eu sou apaixonado pelo Sushi!


 





 


E depois de já tanto ter-me alongado com este texto, acho que vou fazer um artigo separado, apenas para dar destaques aos livros. Sim! Porque quando eu comecei a escrever este artigo, era mesmo para falar de dois livros que eu comprei recentemente e que falam de Sushi. Mas vou agora falar deles num outro post e tenho a certeza, se tu fores um apaixonado pelo sushi como eu, que vais querer acompanhar esse outro artigo e saber que livros são esses.


 


Ah! Já me esquecia! As fotos que acompanham este artigo, são as fotos das minhas primeiras tentativas de fazer sushi em casa (excepto a primeira). Lamento pela qualidade das fotos, mas elas foram tiradas pelo (desgraçado) iPhone da minha mãe, que para tirar fotos é horrível. Prometo que em breve, irei publicar aqui outras fotos mas com muito mais qualidade e em relação ao sushi, visualmente mais apetecíveis...

Os meus blogs

Calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

  • Anónimo

    o banho tem secções no meu ginasio e por isso nimg...

  • Carlos Lontro

    A minha sobrinha é lésbica mas os meus pais e irmã...

  • Carlos Lontro

    comenta comigo pelo face e eu dote uma ajuda a per...

  • Anónimo

    Muito bom texto. Deixei ontem de trabalhar num e t...

  • Anónimo

    Sou burro kk, quem matou quem? ou foi suicidio?

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.