Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

08
Nov16

Uma avaria no meu gaydar...

Quando se fala nos gays, como eu, é frequente ouvir-se dizer que os gays, têm tipo uma antena, que dá sinal, vibra quando estamos perante outro homossexual. Na vida, ninguém anda com um post-it colado à testa, a dizer se é hetro, se é gay, se é bi, ou se é outra coisa qualquer. No entanto, graças a essa antena virtual que os gays têm, basta um gay olhar para um outro homem que esteja à sua frente, que de imediato essa antena dá sinal, dizendo se esse outro homem é gay ou não, mas… que antena será esse que eu nunca tive?

 

Com certeza já todos devem ter ouvido a palavra ‘gaydar’. Essa é a palavra que se dá a essa antena virtual que todo o gay tem, ou que pelo menos devia ter, pois infelizmente, eu nunca tive a oportunidade de a ter. Ou talvez, pensando bem, eu, como qualquer gay, tenho também essa antena só que no meu caso, essa antena com certeza tem estado avariada. E não é de agora! É já de muto longe, desde os tempos em que era adolescente e essa avaria no meu gaydar, só me provocava chatices. Ainda hoje provoca, mas agora, acho que já estou prevenido contra essa avaria.

 

No meu historial de paixões, graças ao meu problema no gaydar, eu sempre me apaixonei pelas pessoas erradas. Pessoas essas que eram heterossexuais e que, de forma alguma, não seria por causa do meu amor que eles iriam-se converter. Graças a esse problema, eu sofri horrores durante vários anos e quando não dava mais para suportar toda essa dor, tomei uma decisão. Decisão essa que passou por nunca prestar atenção aos sinais do meu suposto gaydar e ainda por apresentar uma providencia cautelar ao senhor Cupido, de forma a impedir que ele se aproximasse de mim. E graças a isso, já não me dou ao luxo de me apaixonar pela pessoa errada e nem de sofrer por causa disso, mas… Ultimamente tenho andado a passar por uma situação que está a dar que pensar.

 

Apesar de ter prometido a mim mesmo, que jamais iria apaixonar-me por um colega, a verdade, é que no meu local de trabalho há um jovem que, eu diria que ele é particularmente estranho. O seu nome é Rúben e eu acredito que ele tenha a mesma idade que eu. Se é gay, ou hétero? Não faço a mínima ideia e não dá para confiar no meu gaydar para chegar a uma conclusão. O que eu sei, é que esse jovem tem comportamentos comigo, que nenhum outro homem no meu trabalho tem e esses comportamentos deixam-me confuso. Ele é simpático! Mas por norma, todos os outros colegas masculinos no meu trabalho o são. O que o torna diferente, é o facto de ele ser querido para mim. Ele não só é simpático, como é particularmente querido comigo. É super atencioso e quando temos o privilégio de nos cruzarmos, ele para além de me cumprimentar com toda a simpatia do mundo, sinto que ele tem sempre a necessidade de me tocar. Com um sorriso maravilhoso nos seus grandes lábios, ele toca com muita frequência no meu braço, no meu ombro e eu até poderia estar a imaginar coisas mas sei que não estou, já houve dias em que de forma bastante carinhosa, ele deu-me beliscões no meu braço e… Será essa uma atitude normal, de um colega para um outro colega? Pelo menos de uma coisa eu si, esse Rúben é o único que me trata assim com tanta atenção e eu já nem sei o que pensar. Será que ele é gay? Será que ele tem andado a namoriscar comigo e eu não tenho dado atenção a esses sinais? Não sei! O que sei, é que quanto a isso, eu não vou fazer rigorosamente nada. O Rúben até é bonito. É querido. Usa óculos e enfim, vocês já sabem que eu tenho um certo fetiche por homens que usam óculos. E depois ele tem um corpo jeitoso, um rabo que encaixa perfeitamente naquelas suas calças e uns braços que… meu Deus! Ele com toda a certeza faz o meu tipo e eu tenho a certeza que jamais faria o tipo dele.

 

E agora que eu contei essa história entre mim o Rúben, o que é que vocês acham em relação a isso? Acham que eu devo estar apenas a imaginar coisas ou ele pode mesmo a estar a dar em cima de mim? Será que devo agir? Será que devo continuar a ignorar? Eu já quis confiar no meu gaydar mas por via das dúvidas, achei melhor não prestar atenção aos meus sinais. Eu até já tentei perceber se nos seus dedos, o Rúben tem algum desses anais/algemas de compromisso, mas não, acho que ele não tem. Um dia, cheguei até a vê-lo com uma rapariga, mas não havia intimidades entre eles e ela até podia ser uma amiga, ou talvez até podia ser sua irmã. Mas não, não me pareceu que fosse uma namorada mas… Nunca se sabe! Já me enganei tantas vezes que agora, mais vale prevenir do que remediar. O que acham??

Os meus blogs

Calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.