Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

26
Ago15

Motivos para passear no Paredão de Estoril-Cascais

Paredão de Estoril-Cascais 2015


 


Ontem fui passear pelo Paredão de Estoril-Cascais. Eu gosto muito daquela zona e este ano tenho passado por lá com alguma frequência. Como tenho uma irmã a trabalhar em Cascais, sempre arranja-se um pretexto para depois passar por lá e passear um pouco por aquela zona que é maravilhosa. E eu apesar de não gostar de praia, confesso que se tiver de ir, então prefiro mesmo fazer praia em Cascais. Mas ontem não fui para fazer praia, se bem que cheguei na mesma a dar um mergulho e a água estava muito boa. Ontem fui para Cascais por um outro motivo. É que como já sabem, estão a decorrer por lá as Festas do Mar e por isso, ontem fiz questão de assistir a mais um concerto na primeira fila mas quanto a isso, será tema depois para um outro artigo.


 


Quanto ao passeio, vocês já devem saber que eu sou preguiçoso no que diz respeito ao exercício físico. E andar só por andar é algo que não me entusiasma nem um pouco. No entanto, eu adoro aquela zona. Eu adoro o mar e andar pelo paredão faz-me sentir bem. Vejo o mar, a bela paisagem e claro, tem-se ainda o privilégio de se ver outras coisas. Mas já lá vou a essas outras coisas... Ainda em relação ao passeio, sempre que tenciono ir a Cascais, opto por deixar o carro no Estoril, ou então, se  venho de comboio saio no Estoril e depois, vou sempre a pé até lá. E pessoalmente prefiro fazer esse passeio durante o Inverno. Não se vê muito essas 'outras coisas' mas num tempo chuvoso, a passear por ali é... enfim! Eu acho magnífico. Já com o sol e imenso calor, o passeio continua na mesma a ser agradável mas eu não suporto o calor. Não suporto o verão mas, é só mesmo no verão que se vêem essas 'outras coisas'.


 


Paredão de Estoril-Cascais  2015


 


Digam lá se não é maravilhoso estar a passear por um sítio onde a toda a hora, ou melhor, a todo o minuto, ou melhor ainda, a todo o segundo, vêm-se beldades que são de cortar a respiração? Isso acontece sempre que lá vou ao Paredão de Cascais. Constantemente cruzo-me com homens que só dá vontade de fixar o meu olhar a eles, dos pés à cabeça. Confesso que as vezes não consigo resistir e é isso mesmo que eu faço. Quero lá saber se estou a ser indiscreto ou não. Quando um homem bonito passa por mim, eu não evito, olho mesmo! Mas depois há outras alturas em que estou acompanhado e não dá muito jeito dar nas vistas. Mas de qualquer forma eu olho. E coisas para olhar por ali é o que não falta. São homens de calções, de sungas, com ou sem t-shirt, onde uns correm, outros andam a pé, há quem ande de bicicleta, sozinhos, acompanhados, morenos, loiros, negros, enfim... Por lá encontra-se de tudo e encontra-se uns mais encorpados, com músculos, com abdominais muito bem definidos e dignos de uma capa da Men's Health e outros mais magrinhos, altos, baixos é um verdadeiro paraíso. Há uns dias atrás perguntei-vos aqui, quantas vezes vocês se apaixonavam ao longo da semana? Pois bem! Eu sempre que vou até ao Paredão de Cascais, acho que apaixono-me constantemente a cada segundo, a cada olhar... Ai! Ai! Só de pensar já fiquei com calores.


 


Outra coisa interessante que por acaso cheguei a ver nesse meu passeio pelo jardim dos homens belos, foi um casal de namorados a passear de mãos dadas por ali. E vocês perguntam: o que é que isso tem de especial? Mas calma! Quando quis dizer 'um casal de namorados', não me estava a referir a um casal entre homem e mulher, pois disso é o que mais se vê por ali. Ontem, aquilo que vi foi um casal de namorados mas entre dois homens. Eles não estavam a fazer nenhuma experiencia social, como o caso do vídeo do Lorenzo e do Pedro (ou pelo menos eu acho que não!), eles estavam sim, era a passear por ali de mãos dadas como se nada fosse. Não percebi se eram portugueses, se eram estrangeiros, mas ambos de calções e sem t-shirts, os dois passeavam por ali com um ar apaixonados e no tempo em que me cruzei com eles, não cheguei a reparar/ouvir nenhuma atitude ou comentário desagradável direccionado a eles. Afinal de contas, eles eram só mais um casal de namorados, tal e qual como muitos outros que estavam por ali. Tomara eu ter um namorado para andar com ele de mãos dadas por ali.


 


E hoje, apesar de ter acordado um pouco cansado e com alguma alergia, vou repetir o dia de ontem. Durante a tarde vou passear pelo Paredão (e limpar as vistas) e depois do jantar, lá estarei eu na primeira fila das Festas do Mar para ver mais um concerto que promete ser fantástico. Se estiveres por ali, quem sabe se o meu olhar não irá cruzar-se com o teu?!

20
Ago15

Um passeio por Belém...

Torre de Belém Lisboa


 


Eu adoro o meu país e eu adoro a minha cidade! E ontem, como andava meio tristinho e não me apetecia nada ficar trancado em casa, fui dar um passeio por Lisboa. Mais propriamente por Belém. Eu adoro aquela zona! Adoro passear à beira mar e há já algum tempo que não passava por lá. E foi bom ter ido até Belém. Andei desde a Torre de Belém até ao Padrão dos Descobrimentos e depois voltei para trás. Valeu a pena o passeio mas confesso que a tristeza acabou por manter-se.


 


Por lá eu encontrei imensas pessoas que aproveitaram a tarde para simplesmente passear, ou então para fazer caminhadas, corridas, andar de bicicleta, enfim, o que não faltava por ali foi pessoas a exercitar o corpo. Coisa que eu aliás também deveria fazer mas... ainda não consigo! Eu tenho uma médica que sempre que me vê diz que eu tenho que começar a andar, nem que seja pelo menos 30 minutos por dia. E não é andar para ir à loja, andar para apanhar os transportes, andar para ir trabalhar. O que ela quer mesmo é que eu vista uma roupa confortável, uns ténis confortáveis e acompanhado por uma garrafinha de água, ande por aí num passo um pouco mais acelerado, para que o coração trabalhe mas... eu sou preguiçoso! E para além da preguiça eu as vezes questiono-me: para quê todo esse esforço físico? E depois dizem que andar/caminhar/correr faz bem até ao stress. Uma pessoa fica mais leve e durante o exercício, não pensa em nada. Pois para mim tem o efeito contrário. Se eu me ponho para ai a andar para fazer exercício, então aí é que eu tenho tempo suficiente para andar a pensar nas coisas que eu não quero, nos problemas que eu quero apagar, enfim...


 


O motivo deste post era para falar da minha linda cidade de Lisboa. Ou melhor! Era apenas para partilhar um passeio que resolvi fazer durante o dia de ontem e que serviu também para experimentar a câmara fotográfica do meu novo telemóvel. A câmara tem 16 megapixeis mas sinceramente não achei nada de especial. Adoro o telemóvel mas acho que no que diz respeito a fotografias, deixa algo a desejar.


 


Torre de Belém Lisboa


 


E vocês? Quando estão tristinhos e não vós apetece ficar em casa, para onde costumam ir?

Os meus blogs

Calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.