Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

22
Set17

Shank | +Filme

maxresdefault.jpg

 

Título original: Shank | Ano: 2009 | Origem: UK | Género: Drama | Realizador: Simon Pearce, Christian Martin | Elenco: Wayne Virgo, Marc Laurent, Tom Bott | Mais informações no IMDb | Classificação: 1 estrela

 

Sinopse do filme: O filme aborda a estória de jovens passando da adolescência para a fase adulta, enfrentando os preconceitos pela sua sexualidade, a dificuldade em sair do armário, a violência, o uso de drogas e o sexo de forma irresponsável. Com um elenco inteiro formado por atores heterossexuais, “Shank” é dirigido por Simon Pearce (21 anos) e escrito pela dupla Darren Flaxstone e Christian Martin. O filme recebe elogios por representar fielmente a realidade e por se assemelhar ao clássico inglês “Beautiful Thing (Delicada Atração)”, de 1996.

 

81adWnl1GmL._RI_.jpg

 

A minha opinião: Pela sinopse do filme ficamos com a ideia de que ao ver este “Shank” iremos estar perante um filme tão bom como o maravilhoso “Beautiful Thing”, mas na minha opinião, essa sinopse é um pouco enganadora. Para mim não há comparação possível entre os dois filmes e enquanto que “Beautiful Thing” brilha por contar uma boa história e ter um grupo de jovens atores talentosos, este “Shank” peca por ter péssimas interpretações, má realização e a história, apesar de não ser tão má de todo, acaba por ser muito mal aproveitada. Eu pessoalmente fiquei desiludido com este filme. Arrisquei vê-lo sem antes ver algumas imagens do trailer e o resultado foi um pouco assustador. Mas enfim! Se gostas de arriscar e acreditas que até podes vir a gostar deste filme que apresenta muitos jovens rebeldes, vai em força e aceita essa nossa sugestão.

15
Set17

Redwoods | +Filme

0276826-r03-172.jpg

 

Título original: Redwoods | Ano: 2009 | Origem: USA | Género: Drama, Romance | Realizador: David Lewis | Elenco: Matthew Montgomery, Tad Coughenour, Caleb Dorfman | Mais informações no IMDb | Classificação: 1 estrela

 

Sinopse do filme: Original e incrivelmente romântico, Redwoods conta a história de um homem cujo o amor é testado quando um viajante misterioso passa por sua pequena cidade, na Califórnia do Norte. Everett (Brendan Bradley) e Miles (Tad Coughenour) vivem um relacionamento confortavelmente platônico. Juntos, eles criam um filho autista. Enquanto sua família viaja para fora da cidade, Everett que é bastante introvertido, finalmente tem tempo para si mesmo, isto é, até Chase (Matthew Montgomery), um escritor extraordinariamente bonito, aparecer na frente de sua casa. O filme de David Lewis (o mesmo diretor de Rock Haven) é uma ode deslumbrante sobre o poder do amor.

 

Redwoods_poster.jpeg

 

A minha opinião: “Redwoods” é protagonizado por Matthew Montgomery e já não é a primeira vez que vejo um filme com este ator que não consegue agradar-me. Todos os filmes onde ele entra, parecem ser sempre iguais e com finais idênticos. Este filme pode até não ser tão mau como os anteriores que eu vi dele, mas mesmo assim, o filme não tem nada de especial. O que vale é que ele é curto e num instante ele chega ao fim. A história para mim não fez sentido e todo o elenco parece ser um bando de amadores que não convencem de forma alguma nos seus papéis. Enfim! Só vê este filme quem quer…

09
Set17

O Ornitólogo | +Filme

orni.jpg

 

Título original: O Ornitólogo | Ano: 2016 | Origem: Portugal | Género: Aventura, Drama, Mistério | Realizador: João Pedro Rodrigues | Elenco: Paul Hamy, Xelo Cagiao, João Pedro Rodrigues | Mais informações no IMDb | Classificação: 1 estrela

 

Sinopse do filme: Fernando é um homem solitário de 40 anos que trabalha como ornitólogo. Ao viajar pelo curso de um rio a bordo de um caiaque, a correnteza forte derruba sua pequena embarcação e ele inicia uma jornada sem volta e repleta de perigos.

 

018615.jpg

 

A minha opinião: Numa só palavra eu digo: HORRÍVEL! Sim! O filme é na minha opinião horrível e isso não é nada do que eu já não estivesse à espera. Nem todas as pessoas conseguem apreciar as obras do realizador João Pedro Rodrigues e eu, apesar de já ter assistido a todos os seus filmes, continuo a ser uma pessoa que não consegue, de forma alguma, apreciar os filmes deste realizador português. Este “O Ornitólogo” é um filme esquisito. Sem história. Sem nexo e com um conjunto de personagens tão disparatados que fico sem perceber a jornada do protagonista. E tendo em conta de que o filme foi muito bem recebido pela crítica e chegou mesmo a receber vários prémios, só me resta perguntar: Será este o futuro do cinema português? É porque se for, na minha opinião não vamos longe.

 

Um breve à parte: Cenas de nudez? Sim, tem! Ou não fosse este um filme do João Pedro Rodrigues, mas do que vale essas cenas, se depois tudo o resto é medíocre? As paisagens são bonitas, as cenas onde as aves são as protagonistas também são bons momentos para apreciar a natureza, mas tudo o resto é desinteressante. Nem a beleza do ator francês Paul Hamy faz com que esse filme se safe da minha má crítica.

08
Set17

Querelle | +Filme

querelle-1982-7.jpg

 

Título original: Querelle | Ano: 1982| Origem: Alemanha, França | Género: Drama | Realizador: Rainer Werner Fassbinder | Elenco: Brad Davis, Franco Nero, Jeanne Moreau | Mais informações no IMDb | Classificação: 1 estrela

 

Sinopse do filme: O marujo francês Querelle chega a Brest e frequenta um estranho bordel. Logo descobre que seu irmão Robert é amante da dona do lugar, Lysiane. "Aqui você pode jogar dados com Nono, o marido de Lysiane: se você ganhar, pode fazer amor com ela; se perder terá que fazer amor com Nono..." Querelle perde de propósito.

 

Querelle_poster.jpeg

 

A minha opinião: Haverá ainda algum gay que não conheça o filme “Querelle”? Muito provavelmente, todos os que são da minha geração e gerações anteriores devem ter conhecimento deste filme. Ele é um clássico. Ele é bem conhecido por todos e se há quem goste dele, há ainda quem o deteste e acho que esse foi o meu caso. Eu já desde muito jovem que tinha conhecimento do filme e apesar dele ter passado algumas vezes na TV, eu nunca tive curiosidade em vê-lo. Só através das imagens dos trailers, eu dava como certo de que não iria gostar do filme e no final, eu estava mesmo certo em relação a isso. Um dia resolvi arriscar. Vi-o do princípio ao fim, mas nada do que o filme mostre foi do meu agrado. Na minha opinião, este “Querelle” é realmente um filme muito mau. Um filme onde nada faz sentido e por isso, acho que nem vale a pena perder tempo com ele.

12
Nov16

Interior. Leather Bar | +Filme

Interior Leather Bar.jpeg

 

Há uns tempos atrás, encontrei pelos canais TV Cine, este “INTERIOR. LEATHER BAR.”, que é nada mais, nada menos do que o resultado de uma estranha experiencia do actor/realizador James Franco, que quis porque quis, mostrar-nos o que poderia ter sido os 40 minutos cortados do filme "Cruising", realizado por William Friedkin na década de 80 e que conta com o actor Al Pacino no papel principal. Nesse “Cruising”, Al Pacino interpreta o papel de um polícia que está encarregue de resolver um caso de homicídio que envolve a comunidade homossexual. Na altura, o filme chegou a ser criticado pelos homossexuais, por supostamente tratar-se de um filme com um teor homofóbico e tendo em conta de que o filme continha algumas cenas bastante ousadas para a altura, foram cortados 40 minutos de filme, onde Al Pacino entraria num bar gay e iria passar por várias situações de sadomasoquismo. Esses 40 minutos nunca se tornaram públicos, mas James Franco na companhia do amigo Travis Mathews, um dia resolveram pegar nessa ideia e recriar esses 40 minutos.

 

Eu pessoalmente não gostei deste filme, documentário, ou seja lé o que isso tenha sido. Achei tudo muito estranho e apesar do filme contar com a presença de James Franco, que a determinada altura explica o porquê de ter criado este projecto, com afirmações que eu até concordei, a verdade é que fiquei com a sensação de que o actor, que por diversas vezes já teve a sua sexualidade questionada, quis realizar um dos seus fetiches, ver um bando de homens a terem sexo ao vivo, de carne e osso, pois tal como ele próprio afirma, filmes pornográficos todos vêm. E o que nem todos tem a possibilidade, é de estarem na rodagem de um desses filmes e foi esse fetiche que ele quis realizar.

 

 

Sem qualquer nexo, eu que sou gay e que também acho que deveria haver mais sexo gay em filmes, achei tudo isso demasiado exagerado.

Os meus blogs

Calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.