Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

08
Mar17

Elementos Secretos | +Cinema

Há uns dias atrás tive a oportunidade de ir ao cinema ver um dos filmes que estava nomeado para o Oscar de Melhor Filme. E eu sei que já vou bem atrasado ao comentar a cerimónia dos Oscars deste ano, que a meu ver, este ano os Oscars vieram apenas confirmar a opinião que eu já tinha em relação a esta grande cerimónia do cinema, ou seja, de que os Oscars não passam de uma grande fantochada. Apaixonado como sou pelo cinema, eu desde muito criança sempre tive um enorme fascínio pela cerimónia dos Oscars, que todos os anos, reunia os melhores dos melhores da sétima arte numa única sala e lá, premiava com uma estatueta dourada os melhores do ano. Cheguei mesmo a ficar acordado madrugadas inteiras, apenas para ser dos primeiros a saber quem eram os vencedores. É claro que com o tempo, esse meu fascínio foi mudando. A paixão pelo cinema, essa sempre se manteve intacta. Continuo a ter a mesma paixão pelo cinema e se pudesse vivia do cinema, mas com o tempo, fui percebendo que os Oscars não existiam para premiar os melhores. Não! Negócios obscuros e muita política pelos bastidores, faziam com que ano após ano, muitas fossem as injustiças praticadas pela Academia e logo fui perdendo o interesse. Confesso até que a última vez que assisti à gala, foi na noite em que um tal filme chamado “Senhor dos Anéis” foi considerado o melhor filme do ano. Já nem me lembro em que ano é que isso foi, e isso agora até nem interessa, o importante é que na minha opinião, está mais do que claro de que os Oscars não definem o que é um bom ou mau filme. Está longe de definir quem é bom ou mau ator, bom ou mau realizador e com a troca de envelopes deste ano, o que mais há a dizer?! Mas não é sobre os Oscars que já passaram que eu quero aqui falar. Neste dia, que é o Dia Internacional da Mulher (dia que eu simplesmente desprezo!), vou aqui falar de um filme protagonizado por três grandes mulheres, que fui ver ao cinema no dia do Carnaval.

 

hidden_figures-trl-screen1-678x381.jpg

 

ELEMENTOS SECRETOS” é então um dos filmes que foi nomeado na categoria de Melhor Filme e também algumas das suas protagonistas receberam nomeações. Apesar do filme ter despertado algum interesse no momento em que vi o trailer pela primeira vez, confesso que na altura não tive de imediato aquela vontade de ir ao cinema para o ir ver. Achei que seria suficiente vê-lo em casa quando daqui a uns meses estreasse pelos canais TV Cine. No entanto, no dia do Carnaval a minha mãe teve uma enorme vontade de ir ao cinema, coisa que é rara! Mas lá fiz-lhe a vontade e há hora em que fomos, o único filme em exibição era mesma esse “Elementos Secretos” e sem outra opção, lá acabamos por ir. E ainda bem que fomos! Eu adorei o filme. A história é super gira e baseada em factos verídicos e o talento daquelas grandes atrizes é fenomenal. Eu já gostava da Taraji P. Henson, eu já amava a Octavia Spencer e depois deste filme, passei também a gostar ainda mais da Janelle Monáe. As três, comandam todo o filme de uma forma maravilhosa, cada uma à sua maneira. Três grandes mulheres que interpretaram três outras grandes mulheres da vida real, que nos anos 60, por de trás dos bastidores, ajudaram e muito no lançamento do homem ao espaço. Dizem que por detrás de um homem, há sempre uma grande mulher e neste caso, para que o homem descobrisse outros horizontes pelo espaço, houve realmente grandes mulheres. Mulheres que não eram apenas mulheres. Eram sim mulheres e negras. Negras numa altura em que tudo aquilo que fugia do “normal” branco, era deixado em segundo plano. Negras numa época onde o preconceito racial reinava e as chamadas “pessoas de cor”, por muito inteligentes que fossem, eram marginalizadas, excluídas, ignoradas, enfim, eram outros tempos. Mas o que custa dizer é que, apesar de serem outros tempos, infelizmente em pleno século XXI, muitas coisas desses “outros tempos” ainda permanecem na vida e na cultura de muitas pessoas. Mas isso são outros assuntos. Assuntos que dariam pano para mangas, como se costuma dizer. O que digo, é que sendo eu também uma pessoa negra, consegui em muitos momentos identificar-me naquelas mulheres fortes e corajosas e isso é claro, deixou-me bastante emocionado.

 

hidden_figures_ver2_xxlg.jpg

 

E à semelhança de “La La Land” que basicamente fala de sonhos, também aqui os sonhos estão presentes. Cada uma das três mulheres têm o seu sonho e todas elas batalham para conseguirem alcançar esse sonho. E se é de sonhos que falamos, então é claro que este filme teria todos os ingredientes necessários para ser um ótimo filme. E se antes até nem tinha muito interesse em vê-lo no grande ecrã, agora estou aqui para recomendar o filme não só às grandes mulheres deste país a fora, como também aos homens. Arranjem algum do vosso tempo e deliciem-se com este filme. Vão ver que vai valer a pena. E por aqui fico…

Os meus blogs

Calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.