Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

23
Jan16

A minha paixão pelo Sushi


 


Quem já me conhece, sabe perfeitamente que eu sou um fã incondicional de Sushi. Não sei se já aqui tinha dito isso alguma vez, mas pronto! Agora ficam a saber! Se há coisa que eu gosto mesmo de comer é sushi. E há tanta variedade de sushi, que eu seria até capaz de comer sushi todos os dias até ao resto da minha vida. Bem! Estou realmente a exagerar. Eu gosto de boa comida e por isso, para além do sushi tenho outros prazeres alimentares, do qual não sei se seria capaz de viver sem eles. Mas isso é assunto para outras publicações. Hoje é dia de falar de Sushi, mais propriamente dos livros que comprei e que falam precisamente, dessa típica comida japonesa.


 


A primeira vez que comi sushi, foi durante o ano de 2008. Claro que antes disso, já muito tinha ouvido falar da comida japonesa, mas sempre me pareceu muito estranho, comer peixe cru. Sempre que se falava disso, eu próprio era o primeiro a dizer que jamais teria coragem de experimentar. No entanto, em 2008, quando comecei a trabalhar num call center, conheci uma rapariga que era fã de sushi. Aliás! Ela não só era fã da comida japonesa, como também era completamente fascinada por tudo o que estivesse ligado ao oriente. Ela já tinha vivido durante uns tempos na Coreia (do Sul, penso eu), e lá tinha arranjado muitos amigos coreanos e japoneses. Adorava a música japonesa, tinha até aprendido a falar e adorava os homens japoneses. Aliás! Para ela, homem bonito só existia mesmo no Japão e o sonho dela era ter um namorado japonês. Ou seja, ela era completamente vidrada em tudo o que estivesse relacionado com o Japão. E ao descobrir que eu nunca tinha ido a um restaurante japonês comer sushi, ela não descansou enquanto não me levasse a conhecer as delícias do sushi. Confesso que inicialmente, fiquei mesmo com um pé atrás. O peixe cru não me saia da cabeça e isso estava a tornar-se um impedimento para querer experimentar. Mas ela lá me convenceu. Um dia, antes de irmos para o trabalho, ela convidou-me para ir almoçar com ela ao Restaurante Origami no Campo Pequeno (que hoje é onde está o Restaurante Arigato Sushi Arena, e que eu recomendo a 100%). Com algum receio lá fui ao seu encontro e confesso que de imediato fiquei surpreendido quando cheguei ao restaurante. Mas surpreendido pela positiva. Apesar de saber que aquilo que eu via era peixe cru, visualmente, os pratos que eu via ali o Chef fazer eram maravilhosamente lindos. O Sushi atraiu-me de imediato, não pelo paladar, mas sim pelos olhos. Os pratos eram tão bonitos que para mim aquilo era arte mas a minha colega alertou-me logo e disse: “Se já estás assim só de olhar para o Sushi, espera até o provares.” E sim! Ela tinha razão! Assim que levei o primeiro rolinho de sushi à boca e deliciei-me com aquele arroz, com aquela alga, com aquele salmão e abacate, enfim! Fiquei completamente rendido. E hoje, oito anos depois desde a primeira experiência, eu sou já um fã incondicional de sushi. Adoro! Não sei viver sem ele e faço mesmo questão de pelo menos uma vez por mês, ir a um restaurante comer um bom sushi. Mas como acho que uma vez por mês é pouco e não há dinheiro que chegue para ir sempre ao restaurante, tive que arranjar uma solução para comer mais vezes. E qual foi mesmo a solução? Bem! Agora sim! Vou entrar realmente na parte em que me levou a escrever este artigo e a falar sobre livros.


 



 


Em tudo na vida eu sou um autodidacta. Sou daquelas pessoas que quando vê uma coisa e gosta, vê com toda a atenção possível, para depois em casa conseguir reproduzir. E foi isso que aconteceu com o Sushi. Por natureza, eu sou já uma pessoa que adora cozinhar e em breve, aqui no MORE, vou reservar um espaço para falar dessa minha paixão. E como adoro cozinhar e achei que seria capaz de reproduzir o sushi na minha cozinha e com as minhas próprias mãos, resolvi um dia fazer o sushi em casa. Fazê-lo de raiz mesmo. Fiz o arroz próprio, com o vinagre próprio, comprei as algas nori, sementes de sésamo, abacate, salmão fumado, comprei uma esteira de bambu e pus mãos à obra. Confesso que apesar de delicioso, visualmente, nessa primeira tentativa de fazer sushi, ele não ficou lá muito com bom aspecto. Enrolar o sushi não é fácil e das primeiras vezes a coisa não ficou lá muito bem. Mas a primeira vez que tentei fazer sushi em casa, foi à sensivelmente uns quatro anos atrás e desde então, muita coisa já mudou. Já tive muito tempo para aperfeiçoar a técnica e não é para me gabar, hoje em dia já faço realmente um maravilhoso sushi que é de comer e chorar por mais. Já apresentei essa minha habilidade a alguns familiares, a alguns conhecidos e amigos e confesso que todos eles ficaram maravilhados. No entanto, apesar de já ter aperfeiçoado essa arte de fazer sushi, estou longe de ser um Sushiman e ainda tenho muito que aprender e fazer. E é por isso, que uma vez mais volto ao tema ‘livros’.


 



 


Mas antes de falar dos livros em si, tenho que confessar que até já tentei inscrever-me numa Escola de Sushi para tirar um curso. Infelizmente, os preços apresentados pela escola assustaram-me de tal forma, que tive que tirar essa ideia da cabeça. Talvez um dia, se eu tiver os bolsos mais recheadinhos, eu volte a ter essa ideia. Para já, continuo a ser autodidacta e não me canso de querer aprender mais. Por isso, recorro muitas vezes à net, ao Youtube e a livros para aprender mais, muito mais coisas sobre a arte de fazer sushi. Pois eu sou apaixonado pelo Sushi!


 





 


E depois de já tanto ter-me alongado com este texto, acho que vou fazer um artigo separado, apenas para dar destaques aos livros. Sim! Porque quando eu comecei a escrever este artigo, era mesmo para falar de dois livros que eu comprei recentemente e que falam de Sushi. Mas vou agora falar deles num outro post e tenho a certeza, se tu fores um apaixonado pelo sushi como eu, que vais querer acompanhar esse outro artigo e saber que livros são esses.


 


Ah! Já me esquecia! As fotos que acompanham este artigo, são as fotos das minhas primeiras tentativas de fazer sushi em casa (excepto a primeira). Lamento pela qualidade das fotos, mas elas foram tiradas pelo (desgraçado) iPhone da minha mãe, que para tirar fotos é horrível. Prometo que em breve, irei publicar aqui outras fotos mas com muito mais qualidade e em relação ao sushi, visualmente mais apetecíveis...

1 comentário

Comentar post

Os meus blogs

Calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

  • Anónimo

    Muito bom texto. Deixei ontem de trabalhar num e t...

  • Anónimo

    Sou burro kk, quem matou quem? ou foi suicidio?

  • Anónimo

    Vou assistir, e depois partilho a opinião

  • perfume masculino

    bom gato

  • Anónimo

    Exatamente!!! Excelente esse tutorial, se seguir i...

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.