Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

13
Jul17

Encontra-me (de J.S. Monroe) | +Livros

No principio do mês passado, como referi aqui, eu comprei dois novos livros que tencionava ler em breve. Na altura recordo-me ainda que estava a decorrer a Feira de Livros em Lisboa e eu tencionava ir à feira, mas acabei por não ter tempo para lá passar e por isso, desde então, ainda não comprei nenhum novo livro. Aliás, estou atualmente a ler um livro que comprei em Agosto de 2009 em que na altura, li as primeiras páginas do livro e depois, sem saber porque, nunca mais cheguei a pegar no livro. Mas antes mesmo de falar do livro que estou a ler atualmente, vou sim é falar-vos do livro que comprei no mês passado e que já tive oportunidade de o ler.

 

ENCONTRA-ME” é da autoria de J.S. Monroe e confesso que quando esse livro foi parar às minhas mãos, o que mais me chamou a atenção no inicio, foi mesmo a sua capa. Eu ainda vou muito por capas. Se a capa for original e bem feita, é meio caminho andado para isso despertar o meu interesse. Talvez seja por causa da minha veia artística, pois tenho formação em design gráfico. Mas enfim! Felizmente, para além da aparência da capa ter sido do meu agrado, o seu conteúdo também foi muito bom. Eu gostei do livro. No inicio achei tudo um pouco estranho. Fiquei na dúvida se realmente a personagem Rosa tinha morrido ou não, e rapidamente entrei na mesma paranoia do personagem principal chamado Jar, que via a sua namorada Rosa em todo o lado. E à medida em que a história se vai desenrolando e vamos lendo algumas passagens do diário de Rosa, vamos entrando num mundo de agentes secretos onde nem tudo o que parece é. A primeira parte da história tenho que admitir que achei assim um pouco estranha, mas depois, com o inicio da segunda parte e ao começarmos a ver a história na perspetiva de outros personagens, as coisas vão tomando outro rumo até sermos surpreendidos pela verdade. Por uma dura verdade que nada tem a ver com aquela que inicialmente o autor queria fazer transparecer.

 

A história tem bons personagens, está dividida em pequenos capítulos fazendo com que o livro seja de rápida leitura e eu recomendo. Se neste verão não tens o que ler, este pode ser uma ótima alternativa.

 

ENCONTRA-ME de J S MONROE _capa hd.jpg

 

Sinopse do livro: Há cinco anos, Rosa percorreu o cais em plena noite, contemplou a água escura e turbulenta e saltou. Era uma jovem brilhante que estudava em Cambridge e acabava de perder o pai. a sua morte foi trágica, mas não inesperada.

Foi realmente isso que sucedeu?

As investigações determinaram que sim, mas Jar, o namorado de Rosa, não se dá por vencido. Vê Rosa em todo o lado: vislumbra o seu rosto no comboio, julga distinguir a sua figura na falésia. Está obcecado pelo desejo de demonstrar que continua viva. e eis que recebe um e-mail.

Encontra-me, Jar. Encontra-me antes que eles me encontrem.

Mas Rosa terá realmente morrido?

E se morreu, quem anda a brincar com os seus entes queridos?

08
Jul17

É preciso que saibas que eu existo...

Collection-True-Love-170517-24.jpeg

 

Quero-Te beijar

Só penso em beijar-te

Noite e dia...

Esse é apenas o meu desejo

 

Quando será que irei beijar-te?

Faltará muito para esse dia?

Não sei se irei aguentar tanto tempo

Porque o desejo, a vontade

É tanta que eu só Quero-Te

Quero-Te ao meu lado eternamente.

 

Quero-Te beijar

E vou beijar-te

Vou sentir os teus lábios

Vou sentir-me nas nuvens

E serei a pessoa mais feliz do mundo

 

Mas para isso...

É preciso que tu saibas que eu existo

É preciso que saibas que eu te amo

Por isso,

Vou ser forte,

Vou ter coragem

No momento certo irei ao pé de ti

E apenas irei dizer-te

Quero-Te...

 

(Este texto faz parte das minhas preciosidades do meu passado, numa altura em que tinha por aí uns 24 aninhos)

08
Jul17

Encontrei algumas das preciosidades do meu passado...

Há uns dias atrás, resolvi arrumar algumas das tralhas que tenho pelo meu quarto e ao fazer isso, deparei-me com uma caixa antiga que continha algumas preciosidades. Se hoje, o que não me falta por aqui são discos externos ou pens usb para eu puder guardar as coisas que faço pelo computador, há uns anos atrás não existia nada disso. Há uns bons anos, para eu puder guardar os meus trabalhos, tinha que recorrer as já extintas disquetes, ou então aos CD-Roms. E foi precisamente essas coisas que eu encontrei numa caixa enquanto eu arrumava o meu quarto.

 

Para ser sincero, já nem sabia que tinha essa caixa comigo, pensei que já tinha ido tudo para ao lixo. Mas afinal ainda aqui tenho umas quantas disquetes. Disquetes essas que não sei mesmo o que fazer com elas. Já nenhum computador aqui em minha casa tem acesso para elas e por isso, com muita pena minha, não consegui saber o que estava nessas disquetes. Gostava de saber. Ver o que com 12, 15 anos, eu andei a guardar. Rever algumas das histórias que eu na altura adorava escrever e que com certeza, devem estar guardadas nessas disquetes, mas não, infelizmente não vou ter oportunidade de saber o que lá está. Mas já com os antigos CD-Roms, onde eu também guardava imensas coisas, isso já quando eu andava na casa dos 20 aninhos, com esses eu felizmente consegui rever algumas das coisas que fiz no passado. Encontrei mesmo algumas preciosidades e por isso, sem receio, irei partilhar com vocês hoje e nos próximos dias, algumas das coisas que fiz no passado e que merecem estar aqui neste meu blog. Por isso, aguardem novidades…

08
Jul17

Sim! Comprei a revista CRISTINA, e tu?

19554602_1542566852468588_7395311223814424340_n.jp

Pois é! Não consegui resistir e ontem mesmo, acabei por comprar a revista CRISTINA. Depois de ter escrito aqui o artigo sobre a tão polémica revista, ontem sentei-me um pouco em frente à TV para ver o “Você na TV” e depois de tanto ouvir a Cristina Ferreira como o Manuel Luis Goucha a falarem da revista, eu lá acabei com todos os meus dilemas e comprei. Não a comprei no formato em papel, mas sim no formato digital. No entanto, depois de ter feito a compra através da app que está disponível no Google Play e depois de ter conhecimento desse comentário (que a própria Cristina, com alguma tristeza no olhar, leu no programa da manhã)…

 

 

arrependi-me seriamente de ter comprado a revista no formato digital. Senti-me uma pessoa fraca por ter optado por comprar a revista através desse meio. Fraco por não ter tido a coragem de dirigir-me a uma banca de jornais e com orgulho pedir: «Arranje-me por favor um exemplar da revista Cristina (…) Mas arranje-me é a que tem na capa o Bruno e o Ricardo.» Gostaria de ver a reação da pessoa, gostaria de saber se por aqui na minha zona também andam a esconder as revistas para não ‘ferirem suscetibilidades’, mas não, como comprei no conforto da minha casa e de forma anónima através do meu smartphone, não corri o risco de ser julgado pelos olhares hipócritas dessa sociedade que está podre, muito podre. Onde é que já se viu, esconderem revistas para não ‘ferirem suscetibilidades’, apenas porque na capa da revista, a Cristina quis celebrar o amor e nada mais do que o amor nas suas diversas formas?? Eu não consigo compreender isso. Tenho mesmo uma séria dificuldade em conseguir entender a mentalidade dessas pessoas. Pessoas que podem muito bem encher a boca para dizerem que «não, eu não sou nada contra» mas que depois, apenas vão espalhando o ódio por todos os lados onde passam, enfim…

 

Para quê falar do ódio e da ignorância de certas pessoas? Mais vale é aplaudir essa grande coragem de toda a equipa da revista CRISTINA, que neste mês de Julho, soube presentear os seus leitores (regulares e novos), com uma edição maravilhosa. Eu já li algumas partes da revista, daquilo que vi tenho gostado imenso e só tenho mesmo é que recomendar. Comprem a revista! De uma forma ou de outra, comprem a revista para que esta edição de Julho, se torne histórica. Se torne memorável e que ajude muitas pessoas a verem o mundo como ele realmente deve ser visto, de uma forma plena onde todas as formas de amar são válidas e são lindas.

07
Jul17

The Pass | +Filmes

the-pass.jpg

 

Todos sabemos que a homossexualidade no futebol não é vista com bom olhos. Pressupõem-se que o futebol seja um desporto de homens, de verdadeiros machos e por isso, é impensável um jogador assumir-se como gay, no auge da sua carreira. Que existem gays no mundo do futebol, isso também todos sabem! O que acontece é que, sair do armário é complicado e alguns só o fazem quando já estão no fim da carreira e com uma vida estável. E depois há outros, tantos outros jogadores que meio mundo desconfia da sua homossexualidade, mas que rapidamente eles trocam-nos as voltas, aparecendo nas capas das revistas com as suas novas conquistas, as suas novas namoradas. Enfim! O mundo do futebol, do desporto em geral, é um mundo complicado para ser-se quem realmente se é.

 

maxresdefault.jpg

 

Mas toda essa introdução foi para dizer que vi um filme espetacular que fala precisamente disso, da homossexualidade no mundo do futebol. O filme chama-se “THE PASS” e eu desde já recomendo que o vejam. O filme é lindo! É realizado pelo Ben A. Williams e conta com a maravilhosa interpretação do ator Russell Tovey, que na vida real é assumidamente gay e todos nós já o conhecemos de séries como “Being Human” e claro, a tão famosa série da HBO “Looking”. Russell Tovey que é um querido, com um corpo maravilhoso em que neste filme, o seu belo corpo está sempre a deliciar os nossos olhos, com umas orelhas que dá vontade de pegar nelas, neste “The Pass” ele interpreta o papel de um grande futebolista que claramente vive atormentado por causa da sua sexualidade. Ele é um ótimo jogador, tem inúmeros fãs espalhados pelo mundo, tem uma vida cheia de luxos, onde aparentemente tem tudo, mas no fim, acaba por não ser um homem feliz e isto porque, não tem a força suficiente para realmente ser o homem que é. Apesar do filme não ser de todo inspirado em factos verídicos, eu diria que o filme é realmente baseado na vida de muitos jogadores que passam pelo mesmo sucesso no futebol, no desporto em geral, mas que devido aos inúmeros preconceitos, reprimem ao máximo a sua homossexualidade.

 

maxresdefault (1).jpg

 

Aplaudido pela crítica e até nomeado para um BAFTA deste ano, “The Pass”, que está dividido em três atos distintos, segue os últimos 10 anos da vida de Jason. Ele é um jogador de futebol, que numa certa noite, num quarto de hotel, na vésperas de um grande jogo, ele descontrai-se com o seu companheiro de equipa Ade, que para além de fazer parte da sua equipa de futebol, é também o seu grande amigo de infância. Entre os dois existe uma grande cumplicidade e entre o nervosismo por causa do jogo do dia seguinte e as muitas brincadeiras, entre os dois, acontece algo que não era suposto acontecer. Algo que irá mudar para sempre a vida dos dois jogadores, dos dois amigos. Dez anos se passam desde esse acontecimento e Jason e Ade só se voltam a reencontrarem-se ao fim desse tempo, novamente num quarto de hotel. E enquanto que um é feliz com a vida que tem, sem se importar com o que os outros possam dizer, já o outro, o Jason, vive atormentado por ser como é, por ser quem é e por nunca, devido ao mundo competitivo do futebol, mostrar-se realmente como é, e isso irá certamente pôr em causa a sua felicidade.

 

the_pass-217746128-large.jpg

 

Para mim, o filme está espetacular e parece real, muito real. John Donnelly, que é quem assina o argumento, tocou magistralmente num assunto fulcral no mundo do futebol e apesar das poucas personagens, das gravações terem sido feitas apenas em quartos de hotéis, o resultado deste “The Pass” é maravilhoso e eu sugiro que vejam. Acho que tal como eu, irão adorar este filme, nem que seja só para em quase meia hora de filme, ter o privilégio de ver o querido Russell Tovey com apenas as suas cuecas brancas que, o ficam a matar!!

07
Jul17

Devo comprar a revista CRISTINA?

Hoje acordei com um pequeno dilema. Ao longo desta semana, tenho lido muito pelas redes sociais, acerca da nova edição da revista CRISTINA que está hoje a venda nas bancas. Apesar de ser um grande fã da Cristina Ferreira, apesar de a adorar, de ver tudo o que ela faz na TV, de até ter comprado o seu livro (mas que ainda não o li), no que diz respeito a sua revista, nunca fui pessoa de comprar. Se bem se lembram, a primeira vez que eu comprei a revista, foi talvez pelos motivos errados. Só comprei uma única vez a revista, e isto porque quem estava na capa, era o jogador de futebol Simão Sabrosa, por quem eu sempre tive um verdadeiro fascínio. Acho o homem lindo e por isso, perante um corpo daquele estampado numa capa de revista, não consegui resistir e comprei. Tirando essa, nunca antes nenhuma outra capa despertou o meu interesse. A não ser a partir desta semana.

 

Como acho que todos já sabem, a revista CRISTINA deste mês apresenta duas (ou três) capas diferentes, onde desta vez, quem está na capa são figuras anonimas e o que salta à vista é a celebração do amor. Numa das capas temos um casal de dois homens aos beijos e numa outra, temos sim é duas mulheres também aos beijos. As capas estão fantásticas, mesmo maravilhosas e só por isso, tenho hoje ainda mais razões para admirar o trabalho da Cristina Ferreira. Ela que não tem medo de arriscar, que é sempre ousada e vai à luta para ganhar, não teve receios de publicar na capa da sua revista, aquela que tem o seu nome e que é tão apreciada por tanta gente, dois casais homossexuais a protagonizarem as capas. E só pelas capas, muitos elogios ela já recebeu, mas como já seria de se esperar, recebeu também uma enxurrada de comentários infelizes, comentários de gente ignorante, de pessoas que com certeza nunca amaram nem nunca foram amados na vida, ao ponto de não compreenderem que o que ela apenas quis mostrar, foi a celebração do amor. Não interessa o gênero. O que interessa é o amor e esse é (ou devia ser) universal. Mas (para já!) não é sobre os comentários infelizes que vou aqui falar. Por isso, voltando ao meu dilema.

 

 

Devo ou não comprar a revista? Acham que vai valer a pena? Neste momento, não faço a mínima ideia de quanto é que a revista custa, mas há um ano atrás, quando comprei pela primeira vez, achei que era um pouco cara e será que mantém-se assim cara? O que é que vocês acham? Vocês que costumam comprar a revista e já tem esta nova edição da revista CRISTINA nas vossas mãos, acham que eu deva comprar? Fico a espera dos vossos comentários para depois tomar uma decisão…

06
Jul17

"Sereia" de Roberto Carlos | +Música

Alguém por aqui tem assistido à novela “A Força do Querer” que dá ao final da noite na SIC? Eu tenho assistido a todos os episódios desde a sua estreia e tenho que admitir que estou a adorar a novela. Ela é espetacular! Tem um elenco maravilhoso de grandes atrizes e grandes e belos, muito belos atores. É difícil assistir à novela e não ficar de imediato apaixonado pelo Marco Pigossi (Zeca), pelo Fiuk (Ruy), pelo Rodrigo Lombardi (Caio), entre outros. Eles são lindos de morrer e dá vontade de os agarrar e de os trazer para casa. Mas hoje não estou aqui nem para falar da novela e nem mesmo para falar dos homens lindos que andam por lá. Hoje estou aqui para falar de música.

 

Desde a estreia da novela, que existe uma música que tem soado vezes sem conta na minha cabeça. Chama-se “SEREIA”, é cantada pelo rei ROBERTO CARLOS e hoje, resolvi partilhar esse momento musical maravilhoso, com todos vocês.

 

Quero nadar nas suas águas

Nas ondas dos seus cabelos

Sentir o seu corpo molhado

A deslizar nos meus dedos

Eu quero olhar nos seus olhos

Sem duvidar do que faço

Quero beijar sua boca

E te prender nos meus braços

 

Sereia, te amo, te quero, comigo

Pelas estradas por onde eu andei

Alguém igual eu nunca encontrei

Você é tudo que eu quero pra mim

Jamais amei assim

 

A música é linda e ela já está na minha playlist para ser tocada e ouvida várias vezes ao dia.

05
Jul17

TOP 20 | Hinos LGBT (parte 10)

TOP20LGBT.jpg

 

E com a medalha de prata no TOP 20 dos maiores Hinos LGBT, no número 2 temos a maravilhosa LADY GAGA com o BORN THIS WAY. Pois é! Claro que ela também não podia faltar a esta lista…

 

 

E por fim! Chegamos ao TOP 20 da lista dos maiores hinos LGBT, segundo a revista Billboard. E quem ocupa o número 1, é a eterna DIANA ROSS com o IM COMING OUT.

 

 

Ao longo destes últimos dias o MORE apresentou-vos o TOP 20 DOS HINOS LGBT, uma lista fornecida pela revista Billboard, mas sempre fica a pergunta no ar: será que não havia outros hinos também marcantes ao ponto de merecerem estar nesse top? O que acham? Faltou aqui alguma música que devia estar e não está? Aguardo os vossos comentários com sugestões de músicas que ajudam a celebrar o Orgulho LGBT.

04
Jul17

O ator Caio Castro gostaria de saber como é transar com outro homem. Alguém quer mostrar-lhe como é?

caio_castro.jpg

 

Bem! Isto para mim não é noticia, mas um lado tarado de mim despertou, logo assim que li, que o jovem ator Caio Castro (que está na novela “Novo Mundo” da SIC), gostaria de saber como é ter sexo com outro homem. Pois então se assim é, eu ofereço-me já para ser esse ‘outro homem’. Sem demoras, compro já uma passagem de avião para o Brasil, para rapidamente estar na companhia dele e juntos termos uma noite maravilhosa. Eu ia adorar e tenho a certeza que o Caio também iria amar.

 

CTzt4bKXAAArUwf.jpg

 

Quem mais se oferece para satisfazer essa sua curiosidade? Imagino que muitos querem estar na fila, mas não se esqueçam, eu serei o primeiro dessa fila…

02
Jul17

After School | +Curta

After School.jpg

 

Jack, um jovem de 15 anos, vive em luta constante por causa dos sentimentos românticos que sente pelo seu melhor amigo Danny e tem receio em relação ao futuro da sua amizade com Danny.

 

Pág. 2/2

Os meus blogs

Calendário

Julho 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.