Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

10
Mar17

Tom à la ferme | +Filme

Na sugestão de cinema em casa para esta noite, vamos falar de um filme que de uma maneira geral até aborda o tema da Homofobia, se bem que esse não seja o tema principal do filme. Mas que a homofobia está lá, lá isso está!

 

O nome XAVIER DOLAN, diz-vos alguma coisa? Não sei se esse nome vos é familiar mas para mim, Xavier Dolan é sinonimo de sucesso. O jovem canadiense de apenas 25 aninhos, é já um realizador de mão cheia. E não é só realizador! Ele é também actor, argumentista, produtor, ele é um faz tudo e a verdade é que esse ‘tudo’ que ele faz, tem sempre um resultado maravilhoso. Ele é o responsável por filmes como J'ai tué ma mèreAmores Imaginários e Laurence Para Sempre. Filmes que apesar de talvez não serem do agrado de muitos de vocês, são filmes que fazem parte da nossa lista de filmes favoritos. E o seu mais recente filme "TOM À LA FERME" é outro que já é dos nossos favoritos e é precisamente esse filme que iremos hoje dar destaque.

 

95999093_o.png

 

"Tom à la ferme" para além de contar com a realização desse menino-prodígio, conta ainda com a presença do realizador/actor no papel principal. E desta vez podemos dizer que ele aqui interpreta um papel diferente daquilo a que já nos habituamos a ver. Neste seu novo filme, já muito aplaudido pela crítica e onde até já chegou a ganhar alguns prémios, Xavier Dolan interpreta o personagem que dá nome ao filme. Ele é o jovem Tom que após perder o seu companheiro, resolve ir ao seu funeral, na terra do namorado onde ele não é muito bem-vindo. Ao ir para a quinta da mãe e do irmão do seu falecido namorado, Tom vê-se obrigado a chorar a morte do seu amor em silêncio, pois a mãe do falecido nem sequer imagina que o seu filho era gay e esta verdadeiramente convencida de que ele tinha um relacionamento com uma jovem mulher. Por isso Tom é visto apenas como um amigo mas não aos olhos do irmão do falecido. Francis, aqui muito bem interpretado pelo actor Pierre-Yves Cardinal, sabe muito bem da relação de Tom com o seu irmão e por isso, o encontro inicial entre os dois não é muito amigável. Francis demonstra ser uma pessoa homofóbica e com as suas atitudes muito estranhas, durante todo o filme ficamos com aquela estranha sensação de que algo muito ruim vai acontecer entre os dois. Francis é um tipo muito problemático, que vive apenas para a sua mãe e para a quinta. Ninguém na zona dá-se bem com ele e talvez por isso, por sentir-se muito só, de uma maneira muito estranha o homem da quinta vai-se sentir muito ligado ao homem da cidade. Vai haver ali uma estranha obsessão, uma cena muito doida de dominador e dominado, enfim… a relação de Tom e Francis vai atingir vários pontos de loucura, onde chega a roçar ainda algum sentimento de amor. E toda essa confusão de sentimentos faz com que esse "Tom à la ferme" deixe-nos sempre com um pé atrás. Nunca sabemos o que realmente vai acontecer e vamos ser surpreendidos com algumas das suas atitudes.

 

Tom à la ferme poster.jpeg

 

Na nossa humilde opinião, este novo filme do jovem Xavier Dolan é sem dúvida alguma o seu melhor filme. Talvez ele deveria ter feito algumas cenas de maneira diferente mas o resultado final está na nossa opinião, espectacular! O filme tem cenas memoráveis, tem uma abertura fantástica onde Tom escreve umas palavras num guardanapo e à semelhança dos seus anteriores filmes, este apresenta também uma excelente banda sonora. Enfim! Do principio ao fim, tudo foi aprovado e é por isso que hoje deixo aqui esta boa sugestão para quem realmente quer ver bom cinema em casa.

09
Mar17

Sylvio Senges | O Homem da Capa

Sylvio-4.jpg

 

E é com este modelo de 26 anos e futuro engenheiro de produção, que eu espero que tenham muitos sonhos durante esta noite. Sonhos quentes, atrevidos, eróticos, enfim, sonham da maneira que quiserem, mas o importante é sonhar com este SYLVIO SENGES, que claro, é mais um dos muitos modelos lindos de morrer que passam aqui pelo blog. Deliciem-se e partilhem a vossa opinião comigo…

 

Sylvio-1.jpg

Sylvio-2.jpg

Sylvio-3.jpg

Sylvio-5.jpg

Sylvio-6.jpg

 

Para verem mais fotos do modelo, é só passarem por aqui...

08
Mar17

Dizem que hoje é o Dia da Mulher...

Pois é! Há quem diga que hoje é o Dia Internacional da Mulher e eu, sem qualquer receio digo aqui – como aliás já tinha dito antes – eu simplesmente desprezo esse dia. Sim! É verdade! E não! Não é porque eu tenho algo contra as mulheres, muito pelo contrário. Para mim elas são o sexo forte. Elas são uma força da natureza, que sem elas, o homem com certeza não saberia viver. Mas vamos com calma!

 

Quando digo que desprezo o Dia da Mulher, não estou só a falar desse dia. Eu desprezo todos os chamados “dias especiais” que existem pelo calendário. Não sou apologista do Dia da Mulher, nem do Dia do Pai, do Dia da Mãe, dos Avós, do Dia da Criança, do Natal, da Páscoa e por incrível que pareça, nem mesmo do dia do meu aniversário entre tantas outras datas. Para quê são esses dias? Para quê? Não percebo! Hoje supostamente será para valorizar a mulher. Para falar de grandes mulheres da atualidade, de mulheres que fizeram história no passado e para recordar os direitos alcançados pela mulher ao longo dos anos. Mas para quê a necessidade de haver um dia específico para se falar disso? Porque especificamente o dia 8 de Março para valorizar a mulher? Porque? Não sei! Só sei que acho estúpido! A Mulher deve ser valorizada todos os dias. A Mulher deve (ou SEMPRE devia) ter SEMPRE os mesmos direitos que os restantes seres humanos. A Mulher, na história do país e do mundo SEMPRE será figura importante no passado, no presente e no futuro. Hoje é o Dia da Mulher. Mentira! Todos os dias são dias da Mulher! Todos! O que é pena, é que por causa desse dia 8 de Março, muitas são as pessoas que só nesse dia dão valor a Elas. E nos restantes dias do ano, ignoram-nas, não lhes dão os mesmos direitos que os outros, maltratam-nas, humilham-nas e em muitos casos, chegam a ser mortas pelas mãos daqueles que um dia, juraram amor eterno. Mas que importância tem isso agora? O importante é que hoje é o Dia da Mulher. Maridos, namorados, homens em geral, vão hoje relembrar que elas existem. Vão hoje dar-lhes o merecido valor. Vão coloca-las num pedestal. Vão fazer delas, Rainhas por um dia, pois amanha, dia 9 de Março, tudo volta ao normal e muitos serão aquelas que vão voltar a colocar as mulheres no seu devido lugar, que para muitos, é serem elas a rebaixarem perante os homens.

 

Vergonhoso! É isso que eu digo! Nos tempos que correm, é vergonhoso ainda existirem esses chamados “dias especiais”. Todos os dias deviam ser especiais. Todos os dias deviam ser dias para valorizar a Mulher, a Criança que será o futuro do amanhã, os Pais que tudo fazem pelos filhos, todos os dias deviam ser dias para valorizar o ser humano. Não devia haver certos dias, para relembrarmos de certas importâncias. Por isso sim! Eu digo e volto a dizer. Eu desprezo o Dia da Mulher e olhem que eu tenho grandes mulheres na minha vida. Mulheres que sem elas, eu não seria o homem que sou hoje. Mulheres em que dia-a-dia eu faço questão de relembrar-lhes o quão importante elas são para mim. O quão importante elas são fundamentais para a sociedade em geral. Mulheres que todos os dias são… Mulheres! E não! Nunca irá ser preciso um dia 8 de Março para eu relembrar o quanto elas são importantes, amadas e valorizadas.

 

E mais não digo…

08
Mar17

Elementos Secretos | +Cinema

Há uns dias atrás tive a oportunidade de ir ao cinema ver um dos filmes que estava nomeado para o Oscar de Melhor Filme. E eu sei que já vou bem atrasado ao comentar a cerimónia dos Oscars deste ano, que a meu ver, este ano os Oscars vieram apenas confirmar a opinião que eu já tinha em relação a esta grande cerimónia do cinema, ou seja, de que os Oscars não passam de uma grande fantochada. Apaixonado como sou pelo cinema, eu desde muito criança sempre tive um enorme fascínio pela cerimónia dos Oscars, que todos os anos, reunia os melhores dos melhores da sétima arte numa única sala e lá, premiava com uma estatueta dourada os melhores do ano. Cheguei mesmo a ficar acordado madrugadas inteiras, apenas para ser dos primeiros a saber quem eram os vencedores. É claro que com o tempo, esse meu fascínio foi mudando. A paixão pelo cinema, essa sempre se manteve intacta. Continuo a ter a mesma paixão pelo cinema e se pudesse vivia do cinema, mas com o tempo, fui percebendo que os Oscars não existiam para premiar os melhores. Não! Negócios obscuros e muita política pelos bastidores, faziam com que ano após ano, muitas fossem as injustiças praticadas pela Academia e logo fui perdendo o interesse. Confesso até que a última vez que assisti à gala, foi na noite em que um tal filme chamado “Senhor dos Anéis” foi considerado o melhor filme do ano. Já nem me lembro em que ano é que isso foi, e isso agora até nem interessa, o importante é que na minha opinião, está mais do que claro de que os Oscars não definem o que é um bom ou mau filme. Está longe de definir quem é bom ou mau ator, bom ou mau realizador e com a troca de envelopes deste ano, o que mais há a dizer?! Mas não é sobre os Oscars que já passaram que eu quero aqui falar. Neste dia, que é o Dia Internacional da Mulher (dia que eu simplesmente desprezo!), vou aqui falar de um filme protagonizado por três grandes mulheres, que fui ver ao cinema no dia do Carnaval.

 

hidden_figures-trl-screen1-678x381.jpg

 

ELEMENTOS SECRETOS” é então um dos filmes que foi nomeado na categoria de Melhor Filme e também algumas das suas protagonistas receberam nomeações. Apesar do filme ter despertado algum interesse no momento em que vi o trailer pela primeira vez, confesso que na altura não tive de imediato aquela vontade de ir ao cinema para o ir ver. Achei que seria suficiente vê-lo em casa quando daqui a uns meses estreasse pelos canais TV Cine. No entanto, no dia do Carnaval a minha mãe teve uma enorme vontade de ir ao cinema, coisa que é rara! Mas lá fiz-lhe a vontade e há hora em que fomos, o único filme em exibição era mesma esse “Elementos Secretos” e sem outra opção, lá acabamos por ir. E ainda bem que fomos! Eu adorei o filme. A história é super gira e baseada em factos verídicos e o talento daquelas grandes atrizes é fenomenal. Eu já gostava da Taraji P. Henson, eu já amava a Octavia Spencer e depois deste filme, passei também a gostar ainda mais da Janelle Monáe. As três, comandam todo o filme de uma forma maravilhosa, cada uma à sua maneira. Três grandes mulheres que interpretaram três outras grandes mulheres da vida real, que nos anos 60, por de trás dos bastidores, ajudaram e muito no lançamento do homem ao espaço. Dizem que por detrás de um homem, há sempre uma grande mulher e neste caso, para que o homem descobrisse outros horizontes pelo espaço, houve realmente grandes mulheres. Mulheres que não eram apenas mulheres. Eram sim mulheres e negras. Negras numa altura em que tudo aquilo que fugia do “normal” branco, era deixado em segundo plano. Negras numa época onde o preconceito racial reinava e as chamadas “pessoas de cor”, por muito inteligentes que fossem, eram marginalizadas, excluídas, ignoradas, enfim, eram outros tempos. Mas o que custa dizer é que, apesar de serem outros tempos, infelizmente em pleno século XXI, muitas coisas desses “outros tempos” ainda permanecem na vida e na cultura de muitas pessoas. Mas isso são outros assuntos. Assuntos que dariam pano para mangas, como se costuma dizer. O que digo, é que sendo eu também uma pessoa negra, consegui em muitos momentos identificar-me naquelas mulheres fortes e corajosas e isso é claro, deixou-me bastante emocionado.

 

hidden_figures_ver2_xxlg.jpg

 

E à semelhança de “La La Land” que basicamente fala de sonhos, também aqui os sonhos estão presentes. Cada uma das três mulheres têm o seu sonho e todas elas batalham para conseguirem alcançar esse sonho. E se é de sonhos que falamos, então é claro que este filme teria todos os ingredientes necessários para ser um ótimo filme. E se antes até nem tinha muito interesse em vê-lo no grande ecrã, agora estou aqui para recomendar o filme não só às grandes mulheres deste país a fora, como também aos homens. Arranjem algum do vosso tempo e deliciem-se com este filme. Vão ver que vai valer a pena. E por aqui fico…

03
Mar17

Out in the Dark - Além da Fronteira | +Filme

Acho que descobri um novo filme que facilmente terá direito a fazer parte da minha lista de filmes favoritos. O filme chama-se “Out in the Dark”, é do ano de 2012 mas só há umas semanas atrás é que tive a oportunidade de o ver. E ainda bem que o vi! O filme é realmente maravilhoso e apesar de não ter ficado 100% satisfeito com o desfecho da história, a verdade é que este filme surpreendeu-me em todos os sentidos. Confesso que nunca cheguei a ver o trailer do filme mas sim, já sabia do que se tratava este “Out in the Dark”, pois vários foram os sites e blogs que eu encontrei a falarem muito bem dele. No geral, as críticas em relação a este filme foram sempre muito positivas e da minha parte, a minha crítica será também muito positiva ao ponto de afirmar que a visualização deste filme, é praticamente obrigatória. Com o título em português “Além da Fronteira”, este filme israelense realizado por Michael Mayer, é um maravilhoso drama romântico que para além das críticas positivas, tem recebido inúmeros prémios por onde passa.

 

Out-in-the-dark1-1.jpg

Protagonizado por uma dupla também maravilhosa (e muito bonita!), “Out in The Dark” – pegando um pouco nas questões políticas e religiosas entre Israel e Palestina – conta uma bela história de amor entre Nimr (Nicholas Jacob) e Roy (Michael Aloni). Os dois apaixonam-se a partir do momento em que se veem pela primeira vez e apesar de terem conhecimento da distância que os separa, os dois apostam numa relação já sabendo que as coisas não irão ser fáceis. É que Nimr é palestino e só tem a possibilidade de ir até Israel ao encontro do seu amor, por ser um excelente estudante de psicologia e assim, ter acesso a um passe livre que o deixa entrar e sair de Tel Aviv sem problemas. Só que a vida do jovem estudante muda, a partir do momento em que presencia a morte de um dos seus grandes amigos.

 

Out in The Dark poster.jpeg

 

Com uma família muito conservadora e com um irmão disposto a arranjar sarilhos com o povo de Israel, Nimr tem literalmente que passar a fronteira, caso queira ser feliz com Roy, um advogado assumidamente homossexual, que tudo irá fazer para conseguir viver na plenitude o seu amor com Nimr. Só que os dois irão passar por grandes dificuldades e neste filme, uma vez mais irá provar-se que por amor, uma pessoa é capaz de tudo. Até mesmo abdicar da sua liberdade, para que o seu grande amor tenha uma vida livre e feliz.

 

Recomendo este filme a 100% e tenho a certeza que ninguém aqui irá arrepender-se. 

02
Mar17

Michel Bérgamo | O Homem da Capa

Michel-Bergamo-2.jpg

 

E nesta noite de quinta-feira, deixo-vos na companhia de mais um belo homem que merece toda a nossa atenção. O seu nome é MICHEL BÉRGAMO e é impossível alguém ter dúvidas, o homem é lindo, mesmo muito lindo! Afinal de contas, aqui pelo MORE só passam mesmo homens lindos de morrer para depois, ficarmos por aqui com água na boca e tristes por não os podermos ter, tocar, beijar... Mas enfim! Pela camara atenta do fotografo Rodrigo Marconatto, Michel vem com tudo…

 

Michel-Bergamo-1.jpg

Michel-Bergamo-3.jpg

Michel-Bergamo-4.jpg

Michel-Bergamo-8.jpg

Michel-Bergamo-9.jpg

Michel-Bergamo-10.jpg

 

Para verem mais fotos do modelo, é só passarem por aqui...

Pág. 2/2

Os meus blogs

Calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.