Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

15
Fev16

Vamos falar de sexo? | Cuspir ou Engolir?

Cuspir ou Engolir


 


Sim! Hoje, eu e tu vamos falar de sexo. E eu entendo que falar de sexo, às vezes possa parecer demasiado constrangedor mas convenhamos, falar de sexo é bom e é útil, pois faz com que muitas pessoas tirem às suas próprias dúvidas em relação ao sexo. Por isso meus caros amigos, vamos lá perder a vergonha e vamos começar todos a falar de sexo, pode ser? Até porque, falar de sexo, pode ser uma maravilhosa partilha de experiências (boas ou más). E partilhar histórias, momentos, experiências, nunca é demais. Sendo assim, de forma a começares já a falar de sexo e a partilhar momentos teus, porque não aceitas o meu desafio e começas já a responder às perguntas que ainda estão à espera de uma resposta. Aqui pelo MORE já passaram seis perguntas à espera de resposta e acreditem, nunca é tarde para deixares a tua resposta. Eu fico à espera!


 


Para já, e enquanto espero à tua resposta, vou aproveitar este artigo para deixar a minha resposta em relação a última pergunta aqui colocada. Na semana passada, se bem se lembram, eu deixei aqui a seguinte questão:


 


Na hora do sexo (oral), és pessoa para


cuspir, ou engolir?


 


Desde já agradeço aos que resolveram partilhar às suas respostas, mas continuo à espera de outras. E se o teu receio é não querer responder a essa pergunta ousada, apenas porque eu também ainda não respondi, então meu caro amigo, acho que já não tens desculpa para isso. A pergunta é realmente ousada mas a minha resposta eu irei deixar aqui.


 


Acho que já aqui disse mais do que uma vez, de que eu sou um grande adepto do sexo oral. Não que me façam a mim, pois isso eu odeio, mas eu adoro fazer o sexo oral com outros homens. Às vezes, sem que haja a necessidade de penetração anal, eu fico satisfeito só com o acto de estar com o pénis de um homem na boca. Até agora ainda não consegui arranjar uma justificação lógica para o facto de achar esse acto de sexo maravilhoso e delicioso mas a verdade, é que eu adoro! Ser penetrado pela boca, por um pénis maravilhoso é do melhor que há mas... na hora desse sexo oral tem que haver limites. E há certos limites que eu ainda faço questão de respeitar.


 


Também já aqui disse uma vez que para mim, o meu maior orgasmo é quando vejo um homem a vir-se. É estupido! Eu sei mas, quando vejo aquele lindo líquido esbranquiçado sair pelo pénis de um homem, eu próprio sinto-me já satisfeito, sinto-me realizado e talvez por isso, seria de se esperar que eu talvez adorasse que eles gozassem na minha boca mas... A ideia em sí de ter eles a gozarem na minha boca é realmente fascinante mas eu ainda não cheguei a essa fase. Por isso, tal como o Miguel R disse na sua resposta, eu “tecnicamente falando eu não faço nem uma coisa nem outra”. Simplesmente nem deixo que eles gozem na minha boca. Já houve uns que tentaram forçar com que eu deixasse eles gozarem na minha boca mas isso não aconteceu. E porquê? Bem! Acho que a resposta é simples! Eu nunca tive um companheiro fixo. Das vezes em que tive com um homem, foram sempre situações esporádicas. Engates rápidos através de sites e apps de engate, onde o único objectivo é ter sexo com um estranho e depois ir cada um à sua vida. Ou seja, apesar de ser fascinante ter o pénis desses homens na boca, acho que ainda não estou preparado para receber com o seu líquido na boca. Até porque, eu praticamente nem os conheço. Ou melhor! Eu não os conheço mesmo e o acto de aceitar o seu esperma na boca, acho que é algo que precisa de mais intimidade. E confiança também! Eu não nego! Deixar que um homem goze na minha boca é realmente um dos meus maiores fetiches mas quando isso acontecer, na minha prespectiva terá que ser com alguém que eu já conheça bem. Com alguém que eu já tenha uma certa intimidade, para além do mero sexo por sexo. Terá que ser com alguém especial e esse alguém ainda não apareceu na minha vida. Por isso não! Eu não engulo e nem cuspo. Limito-me a ver e a deixar eles gozarem por cima da minha cara e do meu corpo. E só com isso eu já fico satisfeito.


 


E em relação ao acto de engolir, eu já ouvi e li muitas histórias. Há quem diga que o esperma do homem tem um sabor horrível e há quem diga o contrário. Há quem adore engolir e diz ainda que sabe bem. Que tem um sabor salgado mas... eu vou esperar um pouco mais para tirar essas dúvidas. E quando conseguir tirá-las, irei partilhar essas minhas respostas com vocês.


 


E por agora, vou parar de falar de sexo, até porque toda essa conversa já esta a deixar-me com água na boca. Ou melhor ainda! Está a deixar-me com vontade de ter algo na boca e como isso agora não vai ser possível, hoje fico por aqui. Mas não me vou embora sem antes relembrar que falar de sexo é bom, que praticar sexo é melhor ainda e que a prevenção, acreditem, é sempre a nossa melhor aliada.

15
Fev16

Um Homem na Cozinha | Caril de Beringela e Cogumelos


 


Até há uns bons anos atrás, a BERINGELA era um legume completamente desconhecido para mim e para a minha família. Não conhecíamos, não sabíamos qual era o seu sabor e nem nunca tínhamos visto de que forma era. E querem saber como é que a Beringela apareceu depois nas nossas vidas? Bem! A história pode parecer ficção mas foi real. A primeira vez que eu e a minha família (mãe e irmãos) tivemos contacto com a Beringela, foi através de uma piza encomendada, já não me lembro se na Piza Hut ou se na Telepizza. Nessa piza encomendada, uma piza especial de Natal, o ingrediente principal era a Beringela. Não sabíamos o que era mas como todos somos fãs de piza e achamos que tudo fica bem numa piza, não tivemos receio em experimentar. E depois da primeira fatia, acho que de imediato, todos viramos fãs da Beringela. Sim! A primeira vez que comi Beringela, foi mesmo através de uma piza e logo nesse dia apaixonei-me por esse legume. Depois de tanto ter gostado, fiz questão de saber mais sobre a Beringela, fiz questão de procurá-la nos supermercados e hoje, alguns anos depois desse primeira experiência com um legume que eu desconhecia, a Beringela já faz parte da minha vida. Adoro beringela! Seja grelhada, estufada, recheada, panada, em lasanha, enfim! Amo beringela e nesta estreia de UM HOMEM NA COZINHA aqui no MORE, a Beringela terá o seu destaque.


 


Há uns anos atrás, eu passei por um período em que tentei comer apenas comida vegetariana. E digo ‘tentei’ porque rapidamente percebi que não conseguia. Eu adoro comida vegetariana, onde a beringela está muito presente nessa comida, mas infelizmente eu também (ainda!) gosto muito de carne. Pois é! Por muito que tente levar uma alimentação mais saudável, há dias em que o meu organismo pede mesmo carne e nesses dias, não há como fugir delas. Mas, hoje, nesta primeira receita que agora irei apresentar, vou mesmo falar-vos de uma comida vegetariana, que num só prato, junta três das coisas que eu mais adoro na culinária: a beringela, os cogumelos e o caril. Sim! Eu amo caril! Seja caril de frango, caril de gambas, caril de peixe, caril de lulas, enfim... Amo! Amo mesmo! Acho que em outras encarnações eu fui um indiano mas... chega de conversa e vamos que interessa. Meus caros amigos e leitores, aqui fica a minha receita de CARIL DE BERINGELA E COGUMELOS:


 



 


:: INGREDIENTES:


Cebola | Alho | Beringelas | Cogumelos frescos | Azeitonas | Gengibre | Pimentos | Coentros | Amendoim | Azeite | Leite de Coco | Caril | Outras Especiarias (várias) | Tomate aos Pedaços | Sal e Pimenta q.b.


 


:: PREPARAÇÃO:


_ Para começar, eu não sou cozinheiro, não tenho por hábito escrever receitas e por isso, peço já perdão se por acaso saltar alguma etapa.


 


_ E a primeira etapa delas todas, foi picar uma cebola e deixar refogar juntamente com o azeite. Assim que a cebola começou a ganhar uma corzinha, juntei um pedaço de gengibre cortado às tiras, 2 dentes de alho picado e umas três colheres de sopa de azeitonas descaroçadas e também picadas. Deixei refogar. Depois de cortar grosseiramente uma quantidade generosa de cogumelos aos pedaços, juntei-os ao refogado e deixei-os cozinhar por um bom tempo.


 


_ Assim que vi que os cogumelos começaram a perder água e a ficarem murchinhos, juntei ao preparado, duas beringelas grandes cortadas aos quadradinhos pequenos. Mexi tudo e em lume brando, deixei cozinhar para que tanto os cogumelos como a beringela perdessem água.


 


_ Quando a beringela começou a ganhar cor, juntei o caril (mesmo daqueles que se vende em qualquer supermercado), juntamente com outras especiarias. E como sou fã de especiarias e gosto de juntar algumas delas, para esta receita, ao caril juntei, uma colher de chá de piri-piri, duas colheres de chá de coentros em pó, meia colher de chá de açafrão (em pó) e uma colher de chá de cominhos em pó. Foi tudo junto para a panela e mexi tudo muito bem, para que as especiarias alcançassem todos os pedaços de beringela e cogumelos.


 


_ Depois de deixar cozinhar mais um pouco só a beringela e os cogumelos com as especiarias, juntei uma lata inteira de tomate aos pedaços e pimentos também cortados aos pedaços pequenos. Como adoro pimentos, fiz uma mistura de pimento vermelho, laranja e amarelo. No fim mexi tudo muito bem e em lume baixo, deixei tudo a cozinhar com a tampa da panela durante uns 45 minutos.


 


_ Ao fim desse tempo, juntei um pacote de leite de coco (mais ou menos de 200ml), e em lume médio deixei cozinhar por mais alguns minutos. Provei e só depois de provar é que coloquei sal e pimenta a gosto.


 


_ Para terminar, depois de tudo estar cozinhado, empratei o Caril de Beringela e Cogumelos acompanhado por um arroz basmati. Dei um toque final com coentros grosseiramente picados e ainda, para dar uma textura diferente, o tal crunchy crunchy que a Felipa Gomes fala no seu programa 'O Prato do Dia', coloquei por cima alguns amendoins, mas tenho a certeza que com cajus também ficava muito bom.


 



 


Se arriscarem em fazer, não só terão um prato vegetariano delicioso, como também ainda terão um maravilhoso caril que é de chorar e pedir por mais. E não é só porque esta receita é da minha autoria, mas eu recomendo a 100% e... bom apetite!!


 


Ah! E já agora, fiquem a saber que um homem, tanto se quer na cama, como também na cozinha...

Os meus blogs

Calendário

Fevereiro 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
2829

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.