Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MORE

Num só blog, está tudo aqui! O MORE tem desabafos/opiniões em relação a mim e ao que se passa à minha volta. Tem sugestões de cinema, televisão e não só. E tem mais, muito mais...

25
Ago15

E lá fui eu a só mais uma entrevista...

Entrevista de Trabalho


 


E eu até já perdi a conta de tantas entrevistas a que já fui. Começo a estar cansado mas parado é que eu não posso ficas. Infelizmente não consigo arranjar trabalho na minha área o que me leva sempre à questão: mas porque é que uma pessoa dá-se ao trabalho de estudar? Perde tempo na vida e a formação que obtém-se, não irá servir para nada. Eu estou desiludido! Quando terminei o curso, imaginei trabalhar na minha área. Imaginei estar feliz, pelo menos a nível profissional mas... estou longe de estar feliz.


 


Houve tempos em que, sem exagero, eu enviava todos os dias cerca de dez currículos a ofertas de trabalho que encontrava pela net. E por incrível que pareça, nunca chegava a receber nenhuma resposta. Cheguei a achar que andava a colocar o meu número errado no currículo. Que o meu email também estava errado e era por isso que ninguém me contactava mas... enfim! Estou mesmo cansado de enviar currículos e de nunca obter respostas. Mas ontem lá fui a uma. Achei eu que estava confiante em relação a ela mas acho que a coisa não correu muito bem. Em menos de dez minutos a entrevista tinha terminado e claro, fiquei com a sensação de quem nem vou conseguir passar para a segunda fase, apesar de já ter experiências na função a que me candidatava. E o problema as vezes é mesmo esse. Na minha área não sou contratado porque não tenho experiência na função. Em outras áreas não sou contratado porque já tenho até demasiada experiência. É confuso mas é isso que eu sinto.


 


Falar desse assunto deixa-me sempre um pouco em baixo. Já estou desempregado à algum tempo e infelizmente não vejo as coisas mudar. Mas o importante é não desistir. E por isso, hoje mais uma vez acordei cedo e mais uma vez percorri os sites de ofertas de trabalho, e já enviei uns quantos currículos. Agora é só esperar... para continuar a não receber respostas...

24
Ago15

Ok! Este jovem tirou-me do sério!


 


Acho que já tive uma dezena de orgasmos só pelo facto de olhar para ele. E se neste blog tivesse que dar um prémio para o mais bonito a passar por esta nova secção do MORE BEAUTY, acho que sem dúvida alguma este modelo sairia vencedor. Não só estou apaixonado por ele, como também casaria com ele, viajava até ao fim do mundo com ele e sim, seriamos felizes para sempre...


 














 


(créditos das fotos)

23
Ago15

Pedro Abrunhosa em Cascais e eu... estava lá!

Festas do Mar com Pedro Abrunhosa Cascais 2015


 


Ontem foi o dia em que Conchita Wurst atou pela primeira vez em Portugal e eu acredito que o show tenha sido de arrasar! Mas eu prefiro não falar sobre esse assunto. Em vez de falar dela, vou sim falar-vos de um concerto, onde esse sim, eu tive a oportunidade de assistir e posso até dizer, que o concerto foi bastante agradável.


 


Há semelhança do que já tem acontecido nos meses de Agosto, desde há uns anos para cá, a Câmara Municipal de Cascais voltou este ano a apostar nas Festas do Mar na Baia de Cascais. E desde o passado dia 21, até ao final deste mês, várias serão as bandas que irão actuar nessa festa. Umas bandas mais conhecidas que outras. Umas mais famosas do que outras. E apesar do cartaz deste ano, na minha opinião não ter assim nomes muito sonantes, confesso que existem alguns concertos que eu vou querer assistir. E ontem, assisti ao primeiro deles. Um concerto do PEDRO ABRUNHOSA, que para falar a verdade, fiquei surpreendido com o espectáculo. E surpreendido pela positiva.


 


Festas do Mar com Pedro Abrunhosa  Cascais 2015


 


Nunca tinha visto nenhuma actuação do Pedro Abrunhosa ao vivo e sem falsos rodeios, tenho que admitir que ele não é de facto um dos meus cantores portugueses favoritos. Claro que há uma quantas músicas dele que eu adoro (como esta aqui, e que ele fez questão de cantar no concerto), mas depois há tantas outras que não me dizem nada. Mas até mesmo a essas músicas que não são do meu agrado, ontem foi agradável estar ali, quase na primeira fila, a vê-lo a ele e a uma banda maravilhosa que os acompanhava e que se a memória não me falha, chamavam-se Cocktail Caviar (afinal o nome correcto da banda é Comité Caviar). Valeu a pena a viagem até Cascais e valeu a pena vê-lo pessoalmente, um cantor que surpreendeu-me por ter uma ligação de proximidade tão forte com os seus muitos fãs. A Baia de Cascais estava a abarrotar de gente por todos os lados. Era um mar de gente que nem dava para ver onde era o fim da multidão. Mas felizmente eu tive bem próximo do palco e por um pouco, recebia até um aperto de mão do cantor.


 


Festas do Mar com Pedro Abrunhosa  Cascais 2015


 


Nos próximos dias a Festa do Mar continua mas eu não irei a todos os concertos.Mas quero entretanto ver os Pólo Norte (dia 24), Ana Moura (25), Paulo Gonzo (26), The Gift (29) e como sou um apaixonado por música clássica e por orquestras sinfónicas, não vou querer perder a festa de encerramento com a Sinfónica de Cascais no dia 30, que terá direito a muito fogo de artifício. E se vocês passarem por lá, pode ser que ainda nos venhamos a cruzar.


 


Ah! E já agora porque não falar um pouco da banda que fez a primeira parte do concerto do Abrunhosa? Eles foram os Happy Mess e tenho que admitir que nunca os tinha visto e nem nunca tinha ouvido falar deles. E apesar de serem uma banda que não faz muito o meu estilo, confesso que até foi agradável conhece-los.


 


(E voltando ao tema Conchita Wurts. Não cheguei a ir ver o seu mini concerto mas esta noite, ela vai estar directo na gala final dos Ídolos na SIC e sim, como devem calcular, eu não irei perder esse momento.)

22
Ago15

24 Razões lógicas porque devemos namorar com um homem com tatuagens... (parte 2)

Tatoo02


 


E sem mais demoras, apresento-vos mais 6 razões porque devemos namorar com um homem que tenha tatuagens no corpo. E já sabem, se concordarem ou não com essas razões, deixem aqui os vossos comentários.


 


Tatuagens  (5)


 



  1. Ele é artístico.


 


Se ele se expressa através de tatuagens, definitivamente ele tem um lado artístico. Muitos homens que vivem com as mangas para cima fazem algum tipo de trabalho artístico. E ele pode ainda também tocar viola… o que, vamos admitir, faz as delícias de qualquer mulher, não importa que idade ela tenha.


 


Tatuagens  (6)


  



  1. Ele é romântico.


 


Há um certo ar de romance num homem com tatuagens. Não o romance convencional, mas algo mais sombrio. É um romance apaixonado, severo — um cheio de sensualidade que é impossível de resistir.


 


Tatuagens  (7)


 



  1. Ele fica fantástico de mangas arregaçadas.


 


Não existe nada mais sexy do que um homem com tatuagens nos dois braços com as mangas arregaçadas. É algo sobre a qualidade das roupas e a arte não convencional de bad-boy que faz as mulheres babarem-se numa questão de segundos. Acrescenta um rabo jeitoso à mistura e… puff!


 


Tatuagens  (8)


 



  1. Ele aguenta a dor.


 


Ele é masculino e destemido. Uma pequena dor nunca o irá assustar. A sua masculinidade atípica é uma qualidade extremamente sexy. Um homem que aguenta uma agulha a ser espetada na sua pele durante horas é um homem que vale a pena namorar.


 


Tatuagens  (9)


 



  1. Ele encontra significado em pequenas coisas.


 


Ele é uma alma madura. Mesmo nas situações mais simples, ele pode extrair alguma coisa boa, um significado. Ele pode não ser totalmente descontraído, mas a sua paixão com a vida é uma coisa requintada.


 


Tatuagens  (10)


  



  1. Ele não tem medo de ser imperfeito.


 


A imperfeição não é uma falha para ele. Ele acha a imperfeição ainda mais apaixonante do que muitas coisas consideradas “impecáveis” pela sociedade. Ele consegue ver beleza em coisas com bordas irregulares, com rachaduras ou com partes em falta. “Perfeição” é algo chato e simplista demais para ele.


 


(fonte: Coffee Break)


continua...

22
Ago15

Cinema | Babysitting (Nicolas Benamou, Philippe Lacheau_2014)

Babysitting 00


 


Há precisamente uma semana atrás, no sábado passado, fui ao cinema. E no domingo também acabei por ir. Há já algum tempo que não ia assim ao cinema dois dias seguidos mas como no fim de semana passado andava meio tristinho, achei que umas idas ao cinema iriam deixar-me mais animado. Na verdade, durante o tempo dos filmes eu até que fiquei mais animadinho mas depois, quando os filmes chegaram ao fim, a tristeza voltou a incomodar-me. Mas não! Não estou aqui agora para falar das minhas tristezas mas sim para falar dos filmes que vi e para começar, falo-vos de uma comédia francesa que já estreou por cá há algum tempo e que, sem exageros, é para rir do principio ao fim e até para chorar... de tanto rir!!


 


"BABYSITTING" é realizado pela dupla Nicolas Benamou e Philippe Lacheau, e este último, é também um dos protagonistas deste filme que coitado! Graças aos seus amiguinhos e a um puto terrível, irá passar por muitas loucuras fora de horas, no dia do seu próprio aniversário. Philippe Lacheau, que no filme interpreta o personagem Franck, irá passar por várias situações bastante hilariantes, juntamente com os seus dois melhores amigos e ainda com a mulher por quem ele é perdidamente apaixonado, mas ao lado dela, é um verdadeiro desastre. Aliás! Muitos dos momentos cómicos do filme é graças à falta de jeito que ele tem com as mulheres, mais propriamente com a personagem Sonia, que irá sofrer muito nas suas mãos. Mas para além deles, o filme tem ainda um outro casal muito cómico. Os Schaudel que de uma noite para a outra, vêm toda a sua casa destruída e o filho desaparecido. E para tentar saber o que aconteceu tanto com a casa, como com o filho, eles têm acesso a uma câmara de vídeo que registou todos os momentos dessa loucura fora de horas e que... é inacreditável a quantidade de momentos estranhos que eles irão presenciar.


 


O filme é mesmo para rir desalmadamente e sem parar e pelo que eu já ouvi dizer, graças ao sucesso que o filme tem tido em França e em vários países onde tem passado, em breve haverá uma continuação e se isso for verdade, eu vou querer vê-lo.


 


Babysitting (poster)


 


Se gostas de comédias francesas e hoje só te apetece mesmo é rir, então eu sugiro que tentes achar esse filme por aí, pois eu tenho a certeza que não irão arrepender-se. O filme já estreou há algumas semanas atrás e quando o fui ver, ele só estava em exibição no Cinema City do Alegro. Muito provavelmente esta semana já terá saído mas... desenrascam-se!

22
Ago15

Por onde andam o Pepino e a Banana?

Pepino e Banana 00


 


Há uns meses atrás, graças ao glorioso mundo da internet, tive a oportunidade de acompanhar uma série que infelizmente ainda não chegou a Portugal e para ser sincero, acho que nunca chegará. O que é pena! A série tem muito potencial e tenho a certeza que seria do agrado de muitas pessoas, sejam elas homossexuais, bissexuais, lésbicas, transexuais e até mesmo heterossexuais. Mas eu estou para aqui a falar ‘da série’ mas para falar a verdade, eu deveria era estar a falar ‘das séries’. Porque sim! Há uns meses atrás tive a oportunidade de ver não uma, mas sim duas séries que se complementam uma com a outra e que confesso, nunca vi nada semelhante na televisão.


 


O nome RUSSELL T DAVIES, diz-vos alguma coisa? Talvez assim ao inicio podem achar que não vós diz nada mas, e se eu disser que o Russell T Davies é o criador da maravilhosa série “Queer as Folk”, será que esse nome já vós diz alguma coisa? Talvez a moçada mais jovem desconheça a série “Queer as Folk” – o que eu duvido! – mas o pessoal da minha geração, tenho a certeza que a conhece muito bem! Pois bem! O britânico Russell T Davies é também o criador de duas séries que estrearam no inicio deste ano, num canal britânico e que em três dias, eu acompanhei-as com a máxima atenção e digo-vos, as séries são mesmo espectaculares! Eu adorei e por isso, tinha que falar sobre elas aqui no MORE, pois na minha opinião, um blog serve para isso mesmo, para partilhar.


 


Pepino e Banana 05


 


Apesar de serem duas – e que cabeça a minha, ainda não vós disse o nome das séries e isto porque se as disser, vou ficar com fome – elas praticamente funcionam como uma só. E essa ideia para mim foi genial! Àquilo que vemos num episódio de uma série, de um modo geral e numa outra perspectiva, podemos acompanha-la depois num episódio da outra série. Confusos?! Não! Não estejam porque a ideia é muito simples. O criador daquela que é talvez a maior e mais conhecida série de temática LGBT, um dia deve ter-se sentado em frente ao seu computador e começou a escrever um projecto, ao qual decidiu dar-lhe um nome bastante sugestivo: “CUCUMBER(que em português quer dizer ‘pepino’). Ele deve ter gostado tanto dessa ideia mas no final, deve ter ficado com aquela sensação de que faltou acrescentar algo mais nesse projecto. Mas se fosse acrescentar, poderia correr o risco de colocar demasiada informação e com isso, fazer com que tudo ficasse uma verdadeira salada russa. Por isso, em vez de acrescentar algo mais ao ‘pepino’ já criado, ele resolveu com base nesse ‘pepino’, criar um outro projecto, ao qual também decidiu dar um nome bastante sugestivo de: “BANANA”. E assim, de uma só vez, nasceram duas séries, o “Cucumber” e o “Banana” que complementam-se uma com a outra. E uma só, é maravilhosa! Mas as duas juntas é... uma coisa do outro mundo! E para falar a verdade, da cabeça desse génio, para além dessas duas séries, ele criou uma terceira, o “Tofu”, que infelizmente ainda não tive a oportunidade de ver, e que ao contrário das outras duas séries, este “Tofu” é também uma série mas mais ao estilo documental. Ou melhor! É uma série com depoimentos dos actores/personagens, em relação aos temas abordados nas duas séries anteriores. Enfim! Digam lá se essa foi ou não uma esplêndida ideia que o Russell T Davies teve? E será que só com essa minha descrição, vocês já terão curiosidade em relação a elas? Mas eu vou-vos falar um pouco mais...


 


Tentando distinguir uma série da outra, aquilo que eu posso dizer é que enquanto que o “Banana” retrata um mundo e temas mais direccionados para os jovens que estão agora à flor da pele, o “Cucumber” é uma série mais madura. Madura no sentido de estar mais relacionada com os dilemas dos homens já feitos, dos homens já com uma certa idade. Mas independentemente da tua idade, ambas as séries são direccionadas para qualquer pessoa.


 


Cucumber - Series 1 - Set up


 


Em “Cucumber” acompanhamos o dia a dia e os vários dilemas do Henry (Vincent Franklin), um homem já com uma certa idade, com (aparentemente) um bom trabalho, um relacionamento sério e já muito duradoiro e que... por incrível que pareça ele é virgem. Será que dá para acreditar nisso? O melhor é verem e saberem qual é mesmo o seu grau de virgindade. Mas enfim! Apesar de ter amigos da sua idade, Henry vai começar a relacionar-se (não sexualmente, mas isso queria ele!), com jovens que só tem um pensamento na cabeça: o sexo. De um momento para o outro, a sua vida dá uma virada de 360º e ele vai acabar por partilhar um estúdio com Dean (Fisayo Akinade) e com o Freddie (Freddie Fox) que... Meu Deus! Preciso fazer aqui uma pausa para dizer o quanto este jovem é lindo de morrer! Esse loiro, com um corpo dos deuses, tira qualquer um do sério. Eu fiquei embasbacado a olhar para ele, sempre que aparecia em cena. Eu fiquei a sonhar com ele várias noites e dias, na altura em que vi a série. Eu até hoje não acredito como é que um jovem pode ser tão bom como aquele Freddie Fox? Enfim! Basta falar nele, pensar nele, no seu corpo deslumbrante, nos seus lábios, nos seus olhos... Ui! Já estou com calores mas... voltando ao “Cucumber”, quando Henry muda-se para o estúdio, rapidamente ele apaixona-se pelo jovem Freddie (pois qualquer um apaixonaria) e o seu principal objectivo na vida, passa a ser: “não irei morrer enquanto não tiver sexo com o Freddie”. E será que ele irá alcançar o seu objectivo? Claro que nessa série dividia em 8 episódios, muita coisa irá acontecer entre essas três personagens, que apesar de serem muitíssimo diferentes uns dos outros, vão conseguir criar bons laços de amizade e ver o crescer dessa amizade, é realmente muito bonito. Mas “Cucumber” não fala só de amizade. Fala também do amor, da morte, do ódio, da raiva e claro, fala também muito de sexo ou não quisessem todos eles passarem o tempo todo a quererem agarrar no ‘pepino’ dos outros. Há muita comédia, há muito drama e confesso-vos, houve muitos momentos no filme que chorei que nem um bebezinho abandonado.


 


Banana Generic


 


Mas então, onde é que entra a “Banana” quando já existe um ‘pepino’? Enfim! Para quê contentar-se com apenas um ‘pepino’, quando se pode também ter uma ‘banana’? E para que a série “Banana” funcione realmente na plenitude, o melhor mesmo é primeiro verem o episódio dos mais maduros e só depois verem a série dos mais jovens. E olha que se fizerem isso, essa combinação vai ser perfeita! E garanto-vos que o “Banana” é tão perfeita quanto a outra série. Tem episódios mais curtos e não são seguidos ao contrário do “Cucumber”. Aqui, em cada episódio temos uma história diferente, com personagens diferentes, mas basicamente, todos os personagens que entram numa série entram na outra e vice-versa. Só que aqui, de uma forma muito descontraída, aborda-se temas como um jovem que só pensa em sexo e para acalmar um pouco a sua vontade, coloca uma cueca de castidade. Há também um episódio de uma jovem lésbica que ganha uma estranha obsessão por uma senhora que poderia ser a sua mão. De um jovem que vive no mundo da lua e depois de passar uma noite com o Freddie, já acha que ele será o seu namorado para sempre. Há ainda a história de uma transexual que tenciona relacionar-se com outras pessoas mas o seu ex-namorado não deixa, enfim! Ao todo encontramos oito histórias diferentes, umas mais engraçadas que outras mas todas genialmente bem escritas, bem realizadas e bem interpretadas pelo maravilhoso elenco.


 


CUCUMBER


 


E depois de todo este texto, escusado será dizer que eu sou fã destas duas séries e em breve , vou querer voltar a revê-las, juntando é claro, o ingrediente que falta (o “Tofu”). Mas para ser sincero, gostava de ver essa série num dos nossos canais de televisão mas... Será que estarei a sonhar demasiado alto? Apesar de eu nunca ter visto o “Queer as Folk” na televisão, já houve quem me dissesse que há uns anos atrás ela passou na RTP2 mas será que este canal teria coragem de passar essas duas séries que são bem melhores do que algumas que têm passado por lá? E será que a SIC Radical teria espaço para essas séries? E a FOX Life? Ou qualquer outro canal, será que um dia vão olhar para essas séries, com olhos de ver e decidirem transmiti-las? Então é assim! Se tu que estás a ler este artigo, trabalhas por acaso para algum canal de televisão, ou és director de programas de algum deles, aqui fica uma boa sugestão. E enquanto esta salada de ‘pepino’ e ‘banana’ não chegam aos nossos canais portugueses, aquilo que eu te posso dizer é: desenrasca-te! Mas a sério, não deixem de vê-la porque elas são realmente 5 estrelas! Ou melhor! Dez estrelas! Ou se calhar muito mais...


 


Pepino e Banana 04


 


E... depois de tantos pepinos e de tantas bananas, acho que fiquei agora cheio de fome. Será que se encontram algumas por aí??

21
Ago15

Ainda tenho a esperança de ir ver a Conchita...

Conchita


 


Ok! Acho que já me conformei. Amanha à noite a grande CONCHITA WURST estará no Gossip Club em Lisboa e eu, em vez de estar lá, vou estar em casa deitado a chorar e a chuchar no dedo. Estou triste! Queria muito ir mas infelizmente o orçamento para este mês não permitia eu ter esse tipo de gastos extras. Por isso não foi possível comprar o bilhete. Dinheiro até havia mas haviam também outras prioridades. E por causa disso já estou com lágrimas nos olhos triste e já conformado com a realidade.


 


Para ir ao show que ela irá dar em Lisboa eu ate cheguei a concorrer em alguns (2) passatempos para ver se ganhava bilhetes duplos mas infelizmente, não saí vencedor em nenhum deles. Que raiva! Mas enfim! Não dizem que a esperança é a ultima a morrer? Pois então se assim é, pelo menos ate as 8 horas da noite de amanha eu vou ter ainda esperança de que consiga ver o show. Por isso meus caros amigos, se tiverem por acaso ai um bilhetinho extra que queiram oferecer, não se esqueçam de mim! Eu já cá estou de mão estendida à espera de receber o bilhete e garanto-vos que serei eternamente grato por essa vossa gentileza. Vou ficar à espera!

21
Ago15

Cinema | Une nouvelle amie (François Ozon_2014)

Une Nouvelle Amie

 

 

 

Ontem tive o privilégio de assistir a um filme que já há muito estava para ver e que... simplesmente adorei! Mas antes de falar do filme, deixem-me partilhar com vocês o facto de eu ser um grande fã dos filmes do François Ozon, um grande fã do actor Romain Duris e um grande fã do cinema francês. Por isso, se juntarmos esses três ingredientes num só filme, eu poderia dizer que com toda a certeza absoluta, eu irei amar o filme. E realmente foi o que aconteceu com este "UNE NOUVELLE AMIE". Eu adorei-o do principio ao fim e recomendo a 100%.

 

 

 

Apesar do filme ser de 2014, ele ainda não estreou nas nossas salas de cinema em Portugal. No entanto, se as informações do site do IMDb e do site do Sapo Cinema estiverem correctas, o filme irá chegar até nós já no próximo mês de Setembro e se isso se confirmar, acho que vou fazer questão de o ver novamente, mas desta vez num grande ecrã. Pois na minha opinião, vale a pena ver uma segunda ou até mesmo uma terceira vez. E eu confesso que quando vi o trailer deste filme, há uns bons meses atrás, eu cheguei a ficar com uma ideia errada em relação a ele. Não que ele não tivesse na mesma despertado a minha atenção e curiosidade mas apesar do trailer não ser muito explicito, confesso que imaginei tratar-se de um filme de crime. De um filme de um psicopata que gostava de vestir-se de mulher mas não! Agora que o vi, cheguei à conclusão de que o filme não foi nada daquilo que eu tinha imaginado mas não fez mal nenhum. Adorei-o na mesma! François Ozon soube uma vez mais contar uma história de forma magistral e para isso, recorreu a um elenco de actores magníficos. A jovem Anaïs Demoustier (no papel de Claire) está excelente e Romain Duris, que interpreta a personagem David/Virginia está... enfim! O que dizer deste grande senhor? Deste homem por quem eu já me apaixonei desde os tempos da "Residência Espanhola". Estou completamente rendido a ele e confesso ainda que estou completamente rendido ao actor Raphaël Personnaz (o Gilles), que tem aqui neste filme um papel muito secundário mas... Oh meu Deus! O homem é lindo de morrer! E como eu tenho o fetiche por homens que usam óculos, há cenas em que ele aparece com os óculos no rosto que... enfim! O melhor é mudar de assunto.

 

 

 

Como não gosto de comentar aqui a história dos filmes, para não correr o risco de contar todos os segredos dele, digo-vos apenas que sim, neste filme Romain Duris veste o papel de mulher, para assim tornar-se na nova amiga da personagem Claire. Uma amizade que vai crescendo aos poucos e que facilmente irá confundir-se com amor. Ou melhor! Neste filme, todas as amizades confundem-se com amor e talvez por isso, chegamos a ficar muito intrigados com as atitudes dos personagens. E confesso ainda que fiquei um pouco confuso em relação ao final do filme. À cena final em que na minha opinião, faz-nos ter diferentes interpretações. Mas quando chegarem a ver o filme, digam vocês o que é que acharam.

 

 

 

E o que dizer de Romain Duris no papel de mulher? Bem! Para começar ele teria que começar a fazer melhor a barba e a colocar mais base no rosto para tentar disfarça-la mas de um modo geral, gostei de o ver em saltos altos, com as perucas louras e com as roupas ousadas e femininas. E apesar de ele parecer um travesti de 1,90m, como aliás ele é caracterizado pela personagem Claire, a verdade é que tanto no papel de mulher, como no papel de homem, ele tinha ali muitos gestos femininos. No modo de sentar, no modo de cruzar as pernas, os gestos com as mãos, os olhares, o modo de andar, enfim! Ele estava mesmo 5 estrelas tanto como David, como no papel de Virgínia.

 

 

 

Une Nouvelle Amie (poster)

 

 

 

Este "Une nouvelle amie", pode até ter estado em volta de muita polémica por causa dos temas que aborda mas deixem lá a polémica de lado. Na minha opinião, este é até um filme que se pode ver em família. Pelo menos acho que não há mal nenhum em vê-lo na companhia da nossa mãe e se ele estrear mesmo nas nossas salas de cinema, acho que sim, irei convidar a minha família a ir ver o filme comigo. E por agora... chega de falar mais dele!!

20
Ago15

Um passeio por Belém...

Torre de Belém Lisboa


 


Eu adoro o meu país e eu adoro a minha cidade! E ontem, como andava meio tristinho e não me apetecia nada ficar trancado em casa, fui dar um passeio por Lisboa. Mais propriamente por Belém. Eu adoro aquela zona! Adoro passear à beira mar e há já algum tempo que não passava por lá. E foi bom ter ido até Belém. Andei desde a Torre de Belém até ao Padrão dos Descobrimentos e depois voltei para trás. Valeu a pena o passeio mas confesso que a tristeza acabou por manter-se.


 


Por lá eu encontrei imensas pessoas que aproveitaram a tarde para simplesmente passear, ou então para fazer caminhadas, corridas, andar de bicicleta, enfim, o que não faltava por ali foi pessoas a exercitar o corpo. Coisa que eu aliás também deveria fazer mas... ainda não consigo! Eu tenho uma médica que sempre que me vê diz que eu tenho que começar a andar, nem que seja pelo menos 30 minutos por dia. E não é andar para ir à loja, andar para apanhar os transportes, andar para ir trabalhar. O que ela quer mesmo é que eu vista uma roupa confortável, uns ténis confortáveis e acompanhado por uma garrafinha de água, ande por aí num passo um pouco mais acelerado, para que o coração trabalhe mas... eu sou preguiçoso! E para além da preguiça eu as vezes questiono-me: para quê todo esse esforço físico? E depois dizem que andar/caminhar/correr faz bem até ao stress. Uma pessoa fica mais leve e durante o exercício, não pensa em nada. Pois para mim tem o efeito contrário. Se eu me ponho para ai a andar para fazer exercício, então aí é que eu tenho tempo suficiente para andar a pensar nas coisas que eu não quero, nos problemas que eu quero apagar, enfim...


 


O motivo deste post era para falar da minha linda cidade de Lisboa. Ou melhor! Era apenas para partilhar um passeio que resolvi fazer durante o dia de ontem e que serviu também para experimentar a câmara fotográfica do meu novo telemóvel. A câmara tem 16 megapixeis mas sinceramente não achei nada de especial. Adoro o telemóvel mas acho que no que diz respeito a fotografias, deixa algo a desejar.


 


Torre de Belém Lisboa


 


E vocês? Quando estão tristinhos e não vós apetece ficar em casa, para onde costumam ir?

20
Ago15

1+1 (será igual a quê?)

um+um


 


Durante toda a minha vida sempre me disseram que 1+1 é igual a 2 mas... e se eu vos disser agora, que afinal sempre estivemos enganados em relação a essa simples equação. Hoje, consigo perceber perfeitamente que 1+1 não pode de maneira alguma ser 2, pelo menos no que diz respeito ao amor. É isso mesmo! Se eu pensar apenas na questão do amor, então aí, e sem sombra de dúvidas, eu tenho a certeza que 1+1 é igual a 1. Confuso?! Não estejas!


 


Brevemente aqui no MORE eu vou partilhar com vocês, outra das minhas grandes paixões: a escrita. Sim! Eu adoro escrever. E volta e meia sento-me à frente do computador para escrever algumas histórias (ou estórias - nunca percebi qual é a diferença entre o escrito com o 'h' e o escrito com o 'e') e vou partilhar com vocês, uma nova história que eu estou a escrever, talvez com um conteúdo mais erótico e que é apropriado para este blog. A história (ou o conto, como preferirem) tem precisamente o nome de 1+1=1 e basicamente conta  história de um jovem professor de matemática, que deixa-se ser seduzido por um belo e atraente aluno. Mas quanto a mais pormenores em relação a este 1+1=1, fiquem atentos ao blog, pois em breve eu irei contar-vos as novidades...

19
Ago15

Trailers da Semana #02

3Trailers_02


 


Esta semana partilho com vocês, mais três trailers de filmes que irão estrear brevemente e que claro, tenho muita curiosidade em vê-los. Os trailers têm em comum o facto de retractarem histórias ligadas ao mundo LGBT e polémicas a parte, todos eles parecem interessantes. Ora vamos lá aos trailers desta semana...


 


STONEWALL


 



 


Este filme ainda nem sequer estreou mas ele já está em volta de muita polémica. Segundo o que se lê por aí. o realizador Roland Emmerich, deixou de parte neste filme, que é baseado em factos verídicos, alguns acontecimentos e nomes importantes da conhecida Revolução de Stonewall. A revolta devido a esse esquecimento (intencional, ou não) do realizador, fez com que muitas pessoas, muitas associações começassem a assinar petições para que o filme não veja a luz do dia. Mas polémicas à parte, cá para mim o que essas petições andam a fazer, é promover o filme e dando ainda mais curiosidade às pessoas em relação a este "Stonewall". Eu confesso que não conheço o que realmente aconteceu nessa revolução mas se eu estiver interessado em saber, tanto eu como tantas outras pessoas, não será através de um filme que eu vou saber o que realmente aconteceu e quem foram os seus intervenientes. Para isso eu procuro livros, procuro textos, procuro por outros meios de informação, pois como todos nós sabemos, um filme apesar de basear em factos reais, é sempre ficção e nada mais do que ficção. Eu gostei do trailer e estou super ansioso para ver este filme.


 


FREEHELD


 



 


Um filme com a Julianne Moore é na minha opinião, um filme que merece logo à partida, a minha especial atenção. Ela é uma das minhas actrizes favoritas e quando vi o trailer de "Freeheld" pela primeira vez, disse logo para mim mesmo que não poderia perder esse filme quando ele estreasse por cá em Portugal. Não sei se esta é uma história baseada em factos reais mas até que poderia ser. Julianne Moore interpreta o papel de uma mulher detective e lésbica, que apaixona-se pela personagem da Ellen Page e que apenas quer para a sua amada, os mesmos direitos que as esposas dos seus colegas detectives também têm. Parece que por causa disso vai ter que enfrentar uma dura batalha e eu tenho a certeza que irá valer a pena assistir ao filme.


 


ABOUT RAY


 



 


E a terceira partilha de hoje é um filme que conseguiu transformar a tão bonita e angelical Elle Fanning, num rapazinho escanzelado e nem tão bonito assim. Para além da jovem actriz, "About Ray" conta com um elenco feminino fantástico e acho que o trailer em si já diz tudo. Eu adorei as poucas imagens que vi e estou super curioso para ver o resultado final. É esperar para ver!!

17
Ago15

Onde será que se encontram os homens mais belos do mundo?

Men's Standards Of Beauty Around The World_1


 


O homem está cada vez mais bonito e quanto a isso, acho que todos concordam comigo. O homem está cada vez mais vaidoso, mais disposto a tratar de si, do seu corpo, da sua pele, da sua aparência, enfim, o homem está cada vez mais delicioso aos olhos de todos. E talvez por todos nós sabermos disso, o site BuzzFeed preparou há uns meses atrás, um vídeo bastante original, onde para além de mostrarem vários homens bonitos, tentam saber onde se encontram os homens mais belos do mundo. Segundo o vídeo, eles poderão estar em 12 países diferentes. Mas que pecado, eles acabaram por esquecer-se do nosso Portugalinho, um país pequeno mas que sem dúvida alguma, tem também muitos homens bonitos por aí. E eu tenho a certeza que vocês hão de concordar comigo, quando afirmo que por aqui, também se encontra muitos homens de cortar a respiração. Mas se calhar o BuzzFeed ainda não passou por terras portuguesas para chegar a essa mesma conclusão.


 


No vídeo abaixo, assim que clicarem no play, vai estar presente uma espectacular galeria com 12 homens diferentes, de várias nacionalidades, com belezas distintas e de difícil escolha. Sim! Porque no final do vídeo, vou propor-vos um desafio. Fiquem atentos aos belos homens. Não se deixem perder pelos seus olhos maravilhosos, pelos seus lábios deliciosos, pelos seus corpos super atraentes... enfim, vejam o vídeo sem demoras.


 



 


E agora que já o viram, aqui fica o desafio. Se tivessem que escolher um único homem, uma única nacionalidade, qual deles escolheriam? Qual deles vocês acham o mais bonito? Eu confesso que tenho as minhas preferências mas fico à espera das vossas respostas e para vós ajudar na escolha, revejam os 12 homens do vídeo e as suas nacionalidades.


 


Men's Standards Of Beauty Around The World_2


Men's Standards Of Beauty Around The World_3


 


Incrível! Beleza é o que não falta por este mundo a fora...

15
Ago15

Queres dar cor a um pénis??

Diego Cernohovsky 00


 


Se estás atento ao mundo e ao que se passa à tua volta, com certeza já deves ter reparado que os livros de colorir estão agora muito na moda. Mas calma! Eu não estou  a falar daqueles livros infantis para as crianças poderem dar asas à sua imaginação e em vez de pintarem, simplesmente rabiscarem a folha toda. Eu estou sim a falar de livros de colorir para adultos, livros esses que já se encontram em várias livrarias e que segundo dizem, é óptimo para aliviar do stress diário. Eu por acaso ainda não comprei nenhum desses livros, com imagens bastante elaboradas e que se ficar bem pintado, até parece que criamos um maravilhoso quadro para pendurar à parede. No entanto, ao passear pela net, encontrei um artigo que fala precisamente da possibilidade de surgir um novo livro de colorir, mas que em vez de ser para pintarmos florestas e afins, são para pintar... Bem! O melhor é ver para saberem logo de imediato.


Diego Cernohovsky  (3)


 


É isso mesmo! Já imaginas-te como seria interessante encontrar-mos um livro de colorir recheado de pénis (pilas, paus ou seja lá como quiserem chamar o o órgão genital do homem) de vários tamanhos e formatos? Eu não sei se a ideia irá para a frente mas se fosse, eu até teria vontade de o comprar e sim, sem dúvida alguma que ele iria aliviar-me do stress, ao final de um dia de trabalho.


 


O autor das ilustrações de pénis chama-se Diego Cernohovsky e o seu trabalho tem feito tanto sucesso pelas redes sociais, que até já há quem ande a enviar os seus pénis, para ele poder desenha-los. E eu não sei se a sua profissão é ver pénis para depois ele desenha-los mas se essa for a sua profissão, só tenho a dizer que ele é sem dúvida um homem de sorte. E um homem também com muito talento! Ora vejam mais alguns dos seus maravilhosos desenhos.


Diego Cernohovsky  (1)


Diego Cernohovsky  (2)


Diego Cernohovsky  (4)


Diego Cernohovsky  (5)


Diego Cernohovsky  (6)


 


Todo o seu maravilhoso trabalho pode ser acompanhado através da sua página do Tumblr ou até mesmo do seu Instagram. Passa por lá e espreita a varieadade de pénis que se encontram por lá e depois, se tiveres coragem, envia a tua foto para ele poder desenhar o teus pénis...

15
Ago15

24 Razões lógicas porque devemos namorar com um homem com tatuagens... (parte 1)

Tatoo01


 


Há uns dias atrás encontrei pela net, um artigo que indicava as 24 razões lógicas porque devemos namorar um homem que tenha tatuagens. Eu como sou fã de tatuagens (apesar de ser incapaz de fazer uma no meu próprio corpo), adoro cruzar-me com um homem que tenha tatuagens. Diria até que tenho um verdadeiro fetiche pelos tatuados. Por isso, ao ler o artigo, gostei das razões apresentadas e concordo com todas elas.


 


Apesar do artigo ter sido escrito por uma mulher e ser direccionado para as mulheres, eu resolvi transcrever na integra todo o artigo e em 4 posts diferentes, vou dar-vos a conhecer essas 24 razões. Vejam-nas com atenção e no final, digam lá se concordam com elas ou não.


 


Tatuagens  (1)


 



  1. Ele tem aquele olhar de bad boy – independentemente da idade.


 


Ele parece-se com o tipo de rapaz que os teus pais teriam proibido que tu namorasses durante o secundário, mas um homem coberto de arte é um homem cheio de experiência de vida. Tatuagens não são as marcas de um vagabundo; elas são as marcas de alguém expressivo. E é bastante sexy.


 


Tatuagens  (1)


 



  1. Ele não costuma ter um emprego chato ou convencional.


 


Não dá pra trabalhar em finanças ou bancos com as tatuagens a cobrirem até às mãos. Alguém que está inclinado para o mais comum e rotineiro não é o tipo de pessoa que gosta de se expressar com tinta corporal. Um homem que explora o mundo das tatuagens é mais voltado para empregos mais artísticos.


 


Tatuagens  (2)


 



  1. Ele trata a sua vida e o seu corpo como uma tela.


 


Ele quer deixar a sua marca, quer tornar o mundo mais colorido e cheio de vida. Assim como a arte que ele expressa na sua pele, ele quer pintar um retrato do mundo, o mundo em que ele viveu e em que ele fez a diferença.


 


Tatuagens  (2)


 



  1. Ele sabe assumir um compromisso.


 


Há compromisso maior do que ter uma imagem estampada no corpo para toda a vida? Quando ele toma uma decisão, ele fica com ela. Ele sabe que não há forma de voltar atrás e não recua no último minuto. Ele é fiel à sua palavra.


 


Tatuagens  (3)


 



  1. Ele é misterioso.


 


Há um mistério sedutor na história de cada marca do seu corpo – algo vibrante e talvez até um pouco prejudicial a cobrir a sua pele bonita num conjunto de quadros de imagens. Ele tem sempre uma questão a ser respondida e vai prender a tua atenção como se se tratasse de um enigma.


 


Tatuagens  (4)


 



  1. Ele é espontâneo e pode até ser impulsivo.


 


Enquanto isso pode ser visto como uma coisa má e imatura, na verdade, não é. Ele simplesmente não tem medo de cometer erros. Ele gosta de encarar as coisas de frente e quando tem uma ideia, passa a desenvolvê-la.


 


(fonte: Coffee Break)


continua...

15
Ago15

E por falar no casal Lorenzo & Pedro...

Lorenzo&Pedro


 


...eu gostava de saber qual a vossa opinião em relação a eles? Mas claro! Antes de saber a vossa opinião, vou dar-vos a minha.


 


Antes de mais tenho que dar-lhes os parabéns pelo trabalho que eles têm feito no canal do YouTube. São portugueses que através de Portugal, têm feito vídeos não só para Portugal, como também para o mundo todo, já que eles fazem questão de falar inglês, para mais facilmente conseguirem ganhar outros públicos. Isso é inteligente da parte deles mas... Os dois são uns queridos e pela entrevista que deram uma vez ao Curto Circuito (na SIC Radical), os dois parecem muito simpáticos mas no que diz respeito à 'piada', não! Nenhum dois dois tem piada! Eles bem podem esforçar-se mas não! Não conseguem!


 


Eu já conheço o trabalho dois dois há já algum tempo e quando vi o primeiro vídeo deles não achei nada de especial e depois, quando vi o segundo, achei que já nem valia a pena ver mais nada. Os dois parecem ser óptimas pessoas, mas para atraírem mais público, na minha opinião, eles tinham que mudar muitas coisas. É que não basta um estar sempre a cantarolar e o outro sempre em tronco nu, a mostrar o belo corpinho que toda a gente já sabe que ele tem. Tentando terem piada, os dois lá vão apresentando-nos receitas (pouco ou muito) interessantes, com (pouca ou muita) nudez à mistura. E se são originais?! Sim! Eles até são mas... eu falo por mim. Ao segundo vídeo já não tive paciência para nenhum dos dois mas de qualquer forma, admiro o trabalho dos dois e um dia gostava muito de ter uma conversinha com eles.


 


E agora vocês? O que acham dos dois?

15
Ago15

O vídeo sensação do momento, do casal Lorenzo & Pedro

Reaction to Gay Couple in Portugal


 


Um pouco por todo o mundo (ou por meio mundo, ou se calhar ainda apenas por Portugal!!), não se tem falado de outra coisa a não ser no vídeo que o casal sensação do momento - Lorenzo & Pedro - fizeram pelas ruas de Lisboa, a mostrar a reacção dos portugueses ao verem um casal homossexual a passear pela rua, de mãos dadas, aos beijos, partilhando carinho, tal e qual como um qualquer casal de namorados heterossexuais que encontramos por aí...


 



 


O vídeo é o resultado de uma experiência que o casal resolveu fazer, depois de eles assistirem a vergonhosos vídeos que circulam pela net (como por exemplo este), onde casais homossexuais de outras cidades do mundo, fazem exactamente o mesmo que o Lorenzo e o Pedro, a fim de saberem como os seus conterrâneos irão reagir. Infelizmente lá fora, houve muitas reacções negativas por parte das pessoas que cruzavam-se com o casal gay, houve muitos insultos e até mesmo agressões físicas. Enfim, houve mesmo comportamentos deploráveis de pessoas que são pura e simplesmente ignorantes e por isso, foi interessante essa iniciativa do casal português, para saber como nós iríamos reagir aqui, na nossa maravilhosa cidade de Lisboa. E segundo o que se vê no vídeo que eles publicaram no seu canal do YouTube, parece que os portugueses são afinal mais tolerantes (se bem que isso não se trata de uma questão de tolerar) mas eu penso que isso já todos nós sabíamos, ou será que não?!


 


Eu pelo menos falo por mim, que com alguma frequência costumo passear por Lisboa e já tenho visto muitos casais homossexuais (homens ou mulheres, portugueses ao estrangeiros) a passearem por Lisboa de mãos dadas, trocando carinhos uns aos outros e confesso que nunca vi ninguém ser insultado em plena rua e nem nunca vi ninguém a ser agredido. Claro que há sempre uns olhares mais indiscretos mas nunca vi nada por ali além. No outro dia por exemplo, apanhei o autocarro em Saldanha e na mesma paragem que eu, entrou um casal homossexual que sentou-se naqueles lugares das senhoras mais idosas, mesmo em frente a duas velhinhas com um ar muito simpáticas. Os dois jovens estiveram o tempo todo de mãos dadas, trocaram alguns singelos beijos, um deles aconchegou a sua cabeça no ombro do parceiro e confesso que não vi nenhuma reacção negativa por parte de ninguém dos que estavam no autocarro. Por isso eu sou sincero, quando vi o tão falado vídeo deles, não fiquei nada surpreendido. Mas de qualquer forma, foi uma óptima iniciativa deles e só tenho mesmo é que dar-lhes os parabéns pelo vídeo.


 


Mas... convenhamos! Em relação a todos esses vídeos que circulam pela net, com várias experiências sociais, eu confesso que tenho sempre um pé atrás em relação a eles. É que na minha opinião, grande parte desses vídeos (ou até mesmo todos) são sempre pré-fabricados. Muitas das vezes não dá para acreditar a 100% nesses vídeos. Para mim, muitos deles são ensaiados, são criados de propósito para chamar a atenção e por isso, o que valem esses vídeos?! Valem o que valem e cada um acredita no que quiser.


 


Em relação ao vídeo do Lorenzo e do Pedro, ele já andou por vários sites e blogs, já andou até pelos principais espaços informativos dos nossos canais de televisão e segundo o que li no outro dia num site, eles os dois vão ser convidados dos programas da manha, tanto na TVI como na SIC e só por curiosidade, vou espreitar para ver o que eles têm para dizer. E tu? O que é que tens para dizer em relação ao vídeo deles? Esperavas uma reacção assim dos portugueses? Eu vou ficar à espera das vossas opiniões...

14
Ago15

Cinema | Mission: Impossible - Rogue Nation (Christopher McQuarrie_2015)

Mission Impossible 5_01


 


Como já todos sabem, ontem tive um encontro marcado com o Tom Cruise e confesso que o encontro com ele foi maravilhoso! Confesso também que podia ter sido um pouco melhor mas a verdade, é que qualquer encontro com Tom Cruise vale sempre a pena! O homem já participou em muitos filmes, já interpretou variadíssimos personagens, onde nem sempre esteve no seu melhor, mas seja qual for o filme, seja qual for o papel, cá em casa somos todos fãs do Tom Cruise e por isso, com a estreia de uma nova Missão Impossível, reuni a família e lá fomos todos ao cinema. A experiência, claro! Foi uma vez mais fantástica!!


 


"Mission: Impossible - Rogue Nation" é mais um filme carregado de acção do principio ao fim, tal como ele já nos habituou. Aliás! Ao fim de quatro filmes da Missão Impossível, já achávamos nós que não havia mais nada para mostrar, mas afinal estávamos enganados. Eu pelo menos estava! Aos 53 anos de idade, Tom Cruise está completamente em forma para aceitar qualquer missão. Li até algures na internet, que o actor dispensou a participação de um duplo em muitas das suas cenas de acção e isso só prova que o homem é mesmo de ferro. Está pronto para tudo! E cenas perigosas de acção (e com muito exagero!) é coisa que não falta. O filme começa aliás com uma grande cena de acção (impossível) num avião a descolar e depois é sempre a andar. Acção na ópera, debaixo de água, na estrada, enfim... Esta Missão Impossível pode não ter sido das melhores - achei até o argumento um pouco confuso - mas o filme vale para aquilo que foi pensado, que é pura e simplesmente: entreter! E com um balde de pipocas a acompanhar acreditem, esta é uma boa sugestão para o fim de semana que já está aí à porta.


 


Mission Impossible 5_02


 


E por agora, não digo mais nada em relação a ele. É que eu sou péssimo a falar de filmes. Quando começo a falar deles, dou conta de que sem querer, conto a história do filme com todas as surpresas incluídas. E como eu não quero ser um desmancha prazeres, vou limitar-me a dizer o básico. Gostei do filme e... nunca é demais dizer que o Tom Cruise estará sempre no meu coração...

Os meus blogs

Calendário

Agosto 2015

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Mais sobre mim

Projeto | Eu Sou Gay

Tens algo a dizer?

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Sigam-me no Twitter

Quer ler histórias MORE?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.